Até maio, queda na indústria já atinge 5,3% no acumulado em 12 meses

Segundo o IBGE, a produção industrial já aponta queda de 5,3% na variação acumulada em 12 meses, na análise dos dados sem ajuste sazonal. O resultado perpetua a tendência de queda observada desde junho de 2014. Quanto à variação contra o mesmo mês do ano passado, também houve retração, 8,9%. Na comparação contra o mês anterior com dados dessazonalizados  houve alta de 0,6%.

Retornando à análise mensal dessazonalizada, entre as grandes categorias econômicas, as Indústrias de Transformação apresentaram alta de 0,6%, enquanto as Indústrias extrativas apresentaram a primeira queda no ano, de -0,5%.

Mantida a base de comparação, o setor de Bens de Consumo obteve o melhor resultado com alta de 1,4% seguido por Bens de Consumo Semi e Não Duráveis (1,2%) e Bens de Capital que variou 0,2%. Na tendência de longo prazo, avaliada pelo acumulado em 12 meses as perdas são acentuadas:         -15,7% para Bens de Capital, -6,2% para Bens de Consumo e -3,2% para os Bens Intermediários.

A indústria que tem sido afetada negativamente por diversos fatores como a piora do mercado de trabalho e ajustes fiscal e monetário, mostra-se bastante longe de retomar aumentos na produção. Tendo em vista que estas influências possuem perspectiva de melhora somente a partir do próximo ano, esperamos que a indústria encerre 2015 em nível negativo, com provável queda de 5,5%.

pim

Posts relacionados

Boa Vista SCPC: Demanda por Crédito do Consumidor sobe 1,4% em janeiro

Contudo, na avaliação dos valores acumulados em 12 meses houve queda de 9,2% A Demanda por Crédito do Consumidor, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), aumentou 1,4% em janeiro, na avaliação dessazonalizada contra dezembro. Porém, na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (fevereiro de 2016…

Boa Vista SCPC: recuperação de crédito sobe 3,0% em janeiro

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base do crédito– apontou elevação de 3,0% na análise mensal contra dezembro, descontados os efeitos sazonais. Já na variação acumulada em 12 meses apresentou alta de 2,7%, enquanto na análise interanual (mesmo mês de 2016) houve…

81% dos consumidores esperam que em 2017 a relação entre recebimento e gastos melhore, segundo Boa Vista SCPC

A maioria dos entrevistados (81%) na Pesquisa Perfil do Inadimplente, da Boa Vista SCPC, espera que em 2017 a relação entre recebimentos e gastos esteja melhor do que a existente no 4º trimestre de 2016, período no qual o levantamento foi elaborado contendo a participação de consumidores de todo o país. Em dezembro de 2015,…