Confiança do comércio cai 1,0% em julho

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) da FGV apresentou nova variação negativa em julho, de -1,0% na comparação mensal dos dados dessazonalizados. Esta é a terceira queda consecutiva do indicador. Mantida a base de comparação, o resultado do Índice da Situação Atual apresentou melhora com alta de 6,3%. Para o Índice de Expectativas houve recuo de 4,6%. Desta forma, o ICOM manteve-se abaixo da média histórica (122,5 pontos), registrando 89,8 pontos.

Na série original, sem ajustes, foi observada queda de 24,0% na comparação interanual. Mantida a base de comparação, o Índice da situação atual caiu 27,6% e o índice de expectativas recuou 22,1%.

A nova retração reflete a percepção dos comerciantes quanto o atual cenário macroeconômico. Fatores como a piora do mercado de trabalho, alta inflação e redução da demanda por crédito prejudicam as vendas do varejo e uma melhora significativa será observada apenas quando forem concluídos os ajustes em curso.

O gráfico abaixo resume a evolução da confiança do comércio sem ajuste sazonal desde maio de 2011.

icom

Posts relacionados

Inadimplência do consumidor cai 0,9% em 2016

A inadimplência do consumidor obteve queda de 0,9% em 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Na avaliação mensal, descontados efeitos sazonais, houve retração de 7,6% do indicador quando comparado o resultado de dezembro contra novembro. Já na avaliação contra o mesmo mês do ano anterior, dezembro caiu 5,7%.   Regionalmente, na…

Títulos protestados encerram o ano com alta de 22,9%, segundo Boa Vista SCPC

De acordo com os dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), o número total de títulos protestados no país aumentou 22,9% no acumulado de 2016 em relação ao ano anterior. Na comparação interanual, os títulos protestados cresceram 6,0% e aumentaram 11,8% em relação ao mês anterior. O valor médio dos títulos…

Pedidos de falência encerram o ano com alta de 12,2%, segundo Boa Vista SCPC

Segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), os pedidos de falência encerraram o ano com alta de 12,2% no acumulado de 2016 em relação ao mesmo período de 2015. Em dezembro, o número de pedidos de falências recuou 7,0% na comparação mensal com novembro e aumentou 19,2%…