Confiança do comércio sobe em novembro

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) da FGV apresentou alta de 7,5% em novembro ao registrar 65,9 pontos, na comparação mensal dos dados dessazonalizados. O resultado vem após cinco quedas consecutivas. Mantida a base de comparação, o resultado do Índice de Expectativas subiu 5,4% e o Índice da Situação Atual obteve alta de 9,4%.

Na série original, sem ajustes, foi observada queda de 20,3% na comparação interanual. Mantida a base de comparação, o Índice da situação atual caiu 24,7% e o índice de expectativas recuou 10,3%.

A partir de novembro de 2015 a FVG revisou a metodologia do indicador, passando a utilizar a versão 2.0 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE 2.0, IBGE).

Apesar do resultado positivo no mês, o indicador ainda representa o terceiro pior resultado da série histórica iniciada em março de 2010. Dada a atual conjuntura econômica, esperamos que uma melhora se consolide de maneira significante apenas em meados de 2016.

Posts relacionados

Maioria dos consumidores afirma ter perfil equilibrado quanto aos seus hábitos de consumo, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

A maioria dos entrevistados (59%) em pesquisa inédita desenvolvida pela Boa Vista SCPC afirma ter um perfil equilibrado quando questionada sobre os seus hábitos de compra. Outros 28% dizem ter perfil conservador, e 13% afirmam ser consumistas. O levantamento da Boa Vista SCPC, elaborado com 1.169 entrevistados, em todo o Brasil, no período entre 31…

Parceria ADASP com a Boa Vista SCPC possibilita a ampliação de resultados

A Boa Vista SCPC tem parceria com mais de 2.200 entidades de classes representativas em todo o Brasil. Destaca-se também pela inovação e contínuo investimento em tecnologia para desenvolvimento de soluções que antecipem as principais demandas do mercado. Possui um time com centenas de profissionais especializados em modelagem estatística de informações, o que garante produtos…

Percentual de cheques devolvidos atingiu 2,06% em fevereiro, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados atingiu 2,06% em fevereiro, registrando diminuição em relação a fevereiro de 2016, quando alcançou 2,22%. O percentual de cheques devolvidos sobre movimentados também recuou na comparação mensal (em janeiro o nível foi de 2,07%), sendo o resultado…