Confiança sobe em junho, influenciada pela melhora nas expectativas

Segundo a Fundação Getúlio Vargas, o resultado preliminar do Índice de Confiança da Indústria (ICI) sinalizou alta de 3,9 pontos em junho, na comparação com maio, na série de dados com ajuste sazonal. Passando de 79,2 para 83,1 pontos, o maior nível desde fevereiro de 2015, e corresponde a uma elevação de 4,9%.

A alta foi determinada principalmente pela melhora nas expectativas. Na análise mensal o Índice de Expectativas avançou 9,0%, enquanto o Índice da Situação Atual subiu apenas 1,0%. Vemos novamente, a partir desse resultado que o pessimismo no setor vem diminuindo. Para uma elevação realmente sustentável da confiança as expectativas precisam se realizar, e para isso as mudanças políticas e econômicas precisam se mostrar efetivas ao longo dos próximos meses.Sem título

Juntamente com esse resultado, temos a divulgação do Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC), divulgado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O ICEC de junho avançou 2,1% na análise contra maio, na série com ajuste sazonal, atingindo 82,77 pontos. A elevação também foi puxada pelas expectativas, o Índice de Expectativas do Empresário do Comércio (IEEC) avançou 4,3%, os investimentos também subiram. O índice que avalia a situação atual se manteve praticamente estável na avaliação mensal.

Sem título

A atividade do comércio ainda não dá sinais efetivos de recuperação, o desemprego continua elevado e a renda segue em tendência negativa, porém, a confiança vem aumentando e assim como para o ICI, uma elevação sustentável depende da efetivação das mudanças esperadas no cenário.

 

 

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,5% em julho

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,5% em julho quando comparado a junho na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (agosto de 2016…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,90% em julho

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos), como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 1,90% em julho, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,31 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve alta frente ao mês anterior (em junho o…

PNAD: Rendimentos apresentam leve melhora no 2T17

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), os rendimentos reais dos trabalhadores apresentaram melhora em todas as regiões quando avaliadas os valores acumulados em 4 trimestres. A Região Nordeste registrou a primeira marcação positiva (1,6%), ao lado da região Sudeste (0,1%) e Centro Oeste (0,8%). Em relação ao mesmo período…