Em maio o Índice de Confiança de Serviços tem nova recaída

De acordo com a Fundação Getulio Vargas, a confiança nos serviços teve nova recaída em maio, após breve recuperação em abril. Na comparação mensal dos dados dessazonalizados o indicador obteve retração de 1,6% no mês. Mantida a base de comparação, o Índice de Confiança no Presente também apresentou queda, de 6,8% e o Índice de Expectativas variou 1,6%.

Na série original (sem ajustes sazonais), o índice agregado é de 83,8 pontos, tendo registrado queda de 22,1% na comparação interanual (contra maio do ano anterior). Na mesma análise, o Índice da Situação Atual e o Índice de Expectativas caíram 34,3% e 12,9%, respectivamente.

O resultado obtido em abril, que trouxe algum alento para o setor de serviços, não foi capaz de se manter em maio. Desde meados do primeiro semestre de 2014 temos observado uma mudança no comportamento do índice, que se descolou da média histórica e vem apresentando quedas sucessivas nas variações interanuais.

Combinado fatores como inflação persistentemente alta, juros elevados, piora no mercado de trabalho, entre outros fatores, a confiança de serviços ainda deverá se manter em níveis baixos por algum tempo, com possível inflexão somente em meados de 2016.

O gráfico abaixo nos mostra a evolução da confiança no setor de serviços ao longo dos últimos anos.

ics

Posts relacionados

Boa Vista SCPC: Demanda por Crédito do Consumidor sobe 1,4% em janeiro

Contudo, na avaliação dos valores acumulados em 12 meses houve queda de 9,2% A Demanda por Crédito do Consumidor, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), aumentou 1,4% em janeiro, na avaliação dessazonalizada contra dezembro. Porém, na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (fevereiro de 2016…

Boa Vista SCPC: recuperação de crédito sobe 3,0% em janeiro

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base do crédito– apontou elevação de 3,0% na análise mensal contra dezembro, descontados os efeitos sazonais. Já na variação acumulada em 12 meses apresentou alta de 2,7%, enquanto na análise interanual (mesmo mês de 2016) houve…

81% dos consumidores esperam que em 2017 a relação entre recebimento e gastos melhore, segundo Boa Vista SCPC

A maioria dos entrevistados (81%) na Pesquisa Perfil do Inadimplente, da Boa Vista SCPC, espera que em 2017 a relação entre recebimentos e gastos esteja melhor do que a existente no 4º trimestre de 2016, período no qual o levantamento foi elaborado contendo a participação de consumidores de todo o país. Em dezembro de 2015,…