Inflação acumula alta de 6,38% em 12 meses

Por Yan Cattani, economista da Área de Indicadores e Estudos Econômicos da Boa Vista SCPC

 O resultado da inflação oficial (IPCA) referente a maio registrou alta de 0,46% no período, acima da expectativa de mercado, de 0,39%. No resultado acumulado em 12 meses, o número passou de 6,28% em abril para 6,38% em maio, ficando cada vez mais próximo do teto da meta (6,5%).

Analisando as aberturas, o grupo que mais apresentou impacto foi Alimentação e bebidas, responsável em 0,15 p.p. no valor total do mês, variando 0,58%. Apesar da desaceleração (mês passado representou 0,30 p.p. do índice), novamente foi o grupo que mais impactou o indicador agregado. Destaque também para o impacto negativo do grupo de Transportes, que variou -0,45%, devido à queda de 21,11% nas tarifas aéreas.

Considerando outras medidas alternativas de análise da inflação, o índice de dispersão (que mede o percentual dos grupos que subiram frente ao total dos produtos da cesta de preços) desacelerou, passando de 69,97% registrado em abril para 66,76% em abril. Já a aferição obtida pela média dos núcleos cresceu 0,02 p.p. no mês, atingindo 0,56%.

Diante deste cenário de inflação em alta e a interrupção do ciclo da taxas de juros, espera-se que a inflação em 2014 continue próxima de seu limite superior, ou seja, encerre o ano em 6,5%.

ipcamaio

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 1,5% em setembro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em setembro quando comparado a agosto na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (outubro de 2016 até setembro de 2017 frente ao…

IBC-BR recua 0,38% em agosto e 1,0% no acumulado 12 meses

18 de outubro 2017 – Segundo o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) recuou 0,38% na comparação mensal contra o mês de julho (dados dessazonalizados). Considerando a variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda segue diminuindo: a leitura de agosto apresentou um recuo de 1,0% (após registrar queda de 1,4%…

Volume de serviços recua 1,0% em agosto e 4,5% no acumulado 12 meses

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE, o volume de serviços apresentou queda de 1,0% em agosto contra o mês anterior (dados dessazonalizados). A categoria de serviços prestados às famílias foi a única a apresentar queda (-4,8%), bastante atípica para o mês considerando o histórico da série. Os demais grupos apresentaram crescimento: Serviços…