Inflação acumulada em 12 meses atinge 9,39% em março

De acordo com o IBGE, a apuração do resultado da inflação oficial (IPCA) foi de 9,39% em março, considerando os valores acumulados em 12 meses. Com isso o IPCA acumulado volta a ficar abaixo dos dois dígitos. Na variação mensal, o índice desacelerou 0,47 p.p. frente a fevereiro, variando + 0,43% no mês.

O maior responsável pela desaceleração foi o grupo de Comunicação, cuja queda foi de 1,65%. Com exceção dos grupos de Alimentação e bebidas (que representou mais de 70% da inflação) e Vestuário, todos os demais apresentaram desaceleração na comparação mensal com fevereiro: Educação passou de 5,9% para 0,63%; Despesas Pessoais variou +0,60% ante 0,77% em fevereiro; a variação em Saúde e Cuidados Pessoais passou de 0,94% em fevereiro para 0,78% em março; Transportes apresentou queda de 0,46p.p., variando +0,16% em março; Artigos de Residência passou de 1,01% para 0,70% e Habitação de -0,15% para -0,64%.

Sem título

Apesar de significativa desaceleração, o cumprimento da meta de inflação para o fim do ano continua impraticável, com o mercado prevendo um IPCA de 7,28%, de acordo com o boletim Focus do BC divulgado no início da semana.

O nível de preços ainda se encontra elevado apesar de apresentar números mais baixos que 2015, ou seja, o processo desinflacionário ocorre mais por um efeito estatístico (por base de comparação, uma vez que em 2015 os níveis inflacionários estavam piores) e pela influência do câmbio do que pela atuação anticíclica da política monetária. Com a desaceleração do índice e da economia, a expectativa para a Selic para este ano é de manutenção do atual patamar, de 14,25%.

Posts relacionados

47% dos consumidores inadimplentes estão muito endividados, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

O nível de endividamento elevado (muito endividado) atinge 47% dos consumidores inadimplentes, ou seja, que estão com o “nome sujo”, de acordo com a pesquisa nacional Perfil do Consumidor Inadimplente, realizada pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com cerca de 1.500 respondentes. Em seguida, 26% se dizem mais ou menos endividados,…

Boa Vista SCPC: recuperação de crédito cai 1,1% no semestre

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista SCPC – apontou queda de 1,1% no 1º semestre do ano quando comparado ao mesmo período do ano anterior. Na variação acumulada em 12 meses (julho de 2016 até junho de 2017)…

Inadimplência do consumidor cai 0,8% no 1º semestre, diz Boa Vista SCPC

A inadimplência do consumidor caiu 0,8% no 1º semestre de 2017, na comparação com o 1º semestre de 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (julho de 2016 até junho de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração de 3,1%. Na avaliação mensal dessazonalizada, a…