Inflação de setembro fica acima do esperado e atinge maior nível desde outubro de 2011

Por Yan Cattani, economista da Área de Indicadores e Estudos Econômicos da Boa Vista SCPC  

O resultado da inflação oficial (IPCA) referente a setembro registrou alta de 0,57% no período, 0,1 p.p. acima das expectativas de mercado. No resultado acumulado em 12 meses, o número passou de 6,51% em agosto para 6,75% nesta última aferição, maior nível desde outubro de 2011 (quando atingiu 6,97%), permanecendo acima limite superior da meta (6,50%).

Analisando as aberturas, o grupo que mais apresentou impacto foi Alimentação e Bebidas o qual contribuiu com uma elevação de 0,19 p.p. no índice geral, subindo 0,78% no mês. Habitação, que durante 2 meses consecutivos impactou de forma mais significativa o resultado agregado, obteve aumento de 0,77% em setembro, contribuindo com 0,11% no  índice cheio.

Considerando outras medidas alternativas de análise da inflação, o índice de dispersão (que mede o percentual dos grupos que subiram frente ao total dos produtos da cesta de preços) acelerou, passando de 54,96% em agosto para atuais 61,13%. Já a aferição obtida pela média móvel de três meses dos núcleos subiu 0,14 p.p. no mês, atingindo 0,56%.

Por fim, o resultado continua o mesmo: inflação persistentemente alta, intensificando as preocupações apontadas pelo mercado – mais notavelmente o reajuste das tarifas de energia elétrica e gasolina, além dos esperados dissídios de algumas categorias sindicais. A este ponto, o atual patamar da taxa básica de juros (mantida desde abril em 11% a.a.) não deverá surtir maiores efeitos sobre a inflação neste ano, uma vez que o ciclo de aperto monetário deflagra redução visível sobre os níveis de preços após um período de 6 meses (ou mais). Tendo em vista este cenário, mantemos nossa previsão de inflação para 2014 no limite do teto da meta, em 6,5%.

ipca set14

Posts relacionados

Inadimplência do consumidor cai 0,9% em 2016

A inadimplência do consumidor obteve queda de 0,9% em 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Na avaliação mensal, descontados efeitos sazonais, houve retração de 7,6% do indicador quando comparado o resultado de dezembro contra novembro. Já na avaliação contra o mesmo mês do ano anterior, dezembro caiu 5,7%.   Regionalmente, na…

Títulos protestados encerram o ano com alta de 22,9%, segundo Boa Vista SCPC

De acordo com os dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), o número total de títulos protestados no país aumentou 22,9% no acumulado de 2016 em relação ao ano anterior. Na comparação interanual, os títulos protestados cresceram 6,0% e aumentaram 11,8% em relação ao mês anterior. O valor médio dos títulos…

Pedidos de falência encerram o ano com alta de 12,2%, segundo Boa Vista SCPC

Segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), os pedidos de falência encerraram o ano com alta de 12,2% no acumulado de 2016 em relação ao mesmo período de 2015. Em dezembro, o número de pedidos de falências recuou 7,0% na comparação mensal com novembro e aumentou 19,2%…