No primeiro trimestre de 2016, varejo acumula queda de 7,0%

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio divulgada pelo IBGE, o volume de vendas no Varejo Restrito recuou 7,0% no acumulado do ano, o pior trimestre desde o início da série histórica iniciada em 2001. O acumulado em 12 meses também segue a tendência, registrando -5,8%. Já na análise mensal dos dados dessazonalizados, a queda foi de 0,9%, sendo o pior resultado para março desde 2003.

A queda foi puxada por seis dos oito setores analisados – apenas Artigos farmacêuticos e Materiais para escritório, informática e comunicação registraram elevação na comparação mensal com ajuste sazonal, de 0,7% e 6,1% respectivamente. No restante dos setores a configuração foi de: Móveis e Eletrodomésticos (-1,1%), Combustíveis e lubrificantes (-1,2%), Hipermercados e supermercados (-1,7%), Tecidos, vestuário e calçados        (-3,6%), Livros, jornais revistas e papelaria (-1,1%%) e Outros artigos de uso pessoal e doméstico (-2,5%).

Mantida a base de comparação, para as categorias Material de Construção e Veículos e Motos, partes e peças, as quedas foram de 0,5% e 0,3% respectivamente. Ambas agregam o resultado do Varejo Ampliado, que recuou 1,1% no mesmo tipo de análise.

A queda observada em março colabora para intensificar a tendência de queda do segmento varejista, deixando uma possível melhora de resultados postergada somente para 2017. Por ora a projeção para 2016 do segmento varejista é de retração de 4,0%.

Segue abaixo o gráfico com a evolução das séries dessazonalizadas da PMC Restrita e do indicador de Movimento do Comércio.

Sem título

 

Posts relacionados

Inadimplência do consumidor cai 0,9% em 2016

A inadimplência do consumidor obteve queda de 0,9% em 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Na avaliação mensal, descontados efeitos sazonais, houve retração de 7,6% do indicador quando comparado o resultado de dezembro contra novembro. Já na avaliação contra o mesmo mês do ano anterior, dezembro caiu 5,7%.   Regionalmente, na…

Títulos protestados encerram o ano com alta de 22,9%, segundo Boa Vista SCPC

De acordo com os dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), o número total de títulos protestados no país aumentou 22,9% no acumulado de 2016 em relação ao ano anterior. Na comparação interanual, os títulos protestados cresceram 6,0% e aumentaram 11,8% em relação ao mês anterior. O valor médio dos títulos…

Pedidos de falência encerram o ano com alta de 12,2%, segundo Boa Vista SCPC

Segundo dados com abrangência nacional da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), os pedidos de falência encerraram o ano com alta de 12,2% no acumulado de 2016 em relação ao mesmo período de 2015. Em dezembro, o número de pedidos de falências recuou 7,0% na comparação mensal com novembro e aumentou 19,2%…