Nota de Política Monetária do BC: inadimplência de recursos livres das famílias mantém-se estável em 6,2% em abril

Saldo e concessões continuam em queda, juros e spread mantém tendência de alta e inadimplência das empresas sobe.

Segundo o Banco Central, a inadimplência do Sistema Financeiro Nacional referente aos recursos livres destinados às famílias continuou estável em abril, com 6,2%. A estabilidade da inadimplência se mantém desde dezembro de 2015.

Os índices de inadimplência para Pessoa Física se mantiveram estáveis comparados com março, a inadimplência total (Pessoas físicas e Jurídicas) apresentou pequena elevação, e fechou em 3,7%, variando 0,2p.p., variação causada pela pequena elevação na inadimplência para Pessoa Jurídica em ambos os seguimentos (recursos livres e direcionados). O resultado total para os recursos livres foi 5,7% e 1,7% para os direcionados.

Com relação ao estoque total de empréstimos e financiamentos, houve um aumento de 2,7% em doze meses. Na variação contra o mês anterior houve queda de 0,6%. A variação mensal reflete o declínio no crédito a pessoas jurídicas, já que para pessoas físicas a variação foi nula.

A desaceleração no crescimento do crédito na comparação mensal ocorreu com recursos livres e direcionados, que apresentaram quedas de 0,9% e 0,2% respectivamente. Apesar do ritmo de desaceleração, na variação acumulada em 12 meses o resultado continua sendo positivo, com crescimento de 0,2% para recursos livres e 5,3% para direcionados.

A taxa média de juros com recursos livres total subiu novamente, atingindo 52,0% a.a. em abril, maior patamar da série histórica, iniciada em 2011. Os juros de recursos livres ao consumidor subiram 1,6 p.p. no mês, atingindo 70,8 % a.a. Os spreads aumentaram 1,4 p.p. na comparação com o mês anterior, atingindo 38,8%.

Abaixo seguem os quadros-resumo sobre os dados citados.

Sem título

Sem título

 

Posts relacionados

Dívida com cartão de crédito e boleto levam paulistano a mutirão de renegociação de dívidas

A maioria (60%) dos consumidores que compareceu ao mutirão “Acertando suas Contas”, da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), na cidade de São Paulo, com a intenção de negociar suas dúvidas, buscou a renegociação do débito causado pelo cartão de crédito. A constatação é de levantamento realizado no próprio local pela Boa…

MUTIRÃO ACERTANDO SUAS CONTAS

AVISO DE PAUTA A Boa Vista SCPC inicia na próxima sexta-feira, dia 25 de novembro, mais uma edição do seu já tradicional mutirão de renegociações de dívidas aqui na capital paulista. Até 3 de dezembro, ininterruptamente, o mutirão “Acertando suas Contas” permitirá que consumidores que estão com contas em atraso encontrem em um ambiente mais…

Percentual de cheques devolvidos sobre movimentados atinge 2,30% no acumulado do ano, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados atingiu 2,30% no acumulado de janeiro a outubro, registrando o pior resultado da série histórica, iniciada em 2006. No acumulado do ano, os cheques devolvidos recuaram 7,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. Tanto os…