abad

PME: Desemprego atinge 4,6% em julho, após ajustes estatísticos

Por Yan Cattani, economista da Área de Indicadores e Estudos Econômicos da Boa Vista SCPC  

De acordo com o IBGE, a taxa de desemprego de julho registrou 4,6% da população economicamente ativa, após reponderação entre as regiões metropolitanas divulgadas (realizada através do cálculo entre população ocupada de cada região e a soma total dessas regiões), dado que o Instituto passa por problemas operacionais ocasionados pela greve de funcionários em alguns escritórios. Incorporando os mesmos ajustes na série dessazonalizada pela Boa Vista SCPC, o resultado foi 4,5%, aumentando 0,3 p.p. em relação ao mês anterior.

Na série sem ajuste sazonal, de junho para julho de 2014, a taxa de desocupação foi considerada estável nas quatro regiões metropolitanas que tiveram suas informações divulgadas: Recife (6,6%), Belo Horizonte (4,1%), Rio de Janeiro (3,6%) e São Paulo (4,9%). Em relação a julho de 2013, houve estabilidade em Recife e Belo Horizonte, e recuos no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Também incorporando os ajustes de peso aos rendimentos reais, o valor médio real habitual foi de R$2.075,29, aumentando 1,1% na comparação mensal com junho, ajustada sazonalmente. Na comparação interanual (mesmo mês do ano anterior), julho obteve alta de 6,6%, tornando a acelerar a média em 12 meses, que passou de 3,2% no mês passado, para 3,6% neste mês.

Em linhas gerais, apesar da greve na instituição ter afetado o cálculo geral para o desemprego, deve-se ressaltar que as principais regiões (em termos de proporção da população ocupada) foram divulgadas, seguindo ainda em patamares muito baixos historicamente. No entanto, já observa-se leve piora do desemprego, seguindo nossos diagnósticos anteriores (encolhimento da população econômica ativa e baixo crescimento da população ocupada), evidenciando uma mudança de cenário. Adicionalmente, com a continuidade de resultados macroeconômicos fracos, esperamos uma elevação (ainda que pequena) na taxa média de desemprego para 2014, que deverá manter-se em torno de 5,0% até dezembro.

pme jul14

Posts relacionados

Dívida com cartão de crédito e boleto levam paulistano a mutirão de renegociação de dívidas

A maioria (60%) dos consumidores que compareceu ao mutirão “Acertando suas Contas”, da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), na cidade de São Paulo, com a intenção de negociar suas dúvidas, buscou a renegociação do débito causado pelo cartão de crédito. A constatação é de levantamento realizado no próprio local pela Boa…

MUTIRÃO ACERTANDO SUAS CONTAS

AVISO DE PAUTA A Boa Vista SCPC inicia na próxima sexta-feira, dia 25 de novembro, mais uma edição do seu já tradicional mutirão de renegociações de dívidas aqui na capital paulista. Até 3 de dezembro, ininterruptamente, o mutirão “Acertando suas Contas” permitirá que consumidores que estão com contas em atraso encontrem em um ambiente mais…

Percentual de cheques devolvidos sobre movimentados atinge 2,30% no acumulado do ano, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados atingiu 2,30% no acumulado de janeiro a outubro, registrando o pior resultado da série histórica, iniciada em 2006. No acumulado do ano, os cheques devolvidos recuaram 7,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. Tanto os…