PME: Desemprego atinge 4,8% em outubro, após ajustes sazonais

Por Yan Cattani, economista da Área de Indicadores e Estudos Econômicos da Boa Vista SCPC  

 De acordo com o IBGE, a taxa de desemprego de outubro registrou 4,8% da população economicamente ativa, após ajustes sazonais. Na série sem ajuste sazonal, a taxa de desocupação brasileira foi de 4,7%. Já regiões metropolitanas ficou configurada da seguinte maneira: Recife (6,7%), Salvador (8,5%), Belo Horizonte (3,5%), Rio de Janeiro (3,8%), São Paulo (4,4%) e Porto Alegre (4,6%).

Já com relação aos rendimentos reais, o valor médio habitual foi de R$2.122,10, crescendo 2,3% na margem (análise ajustada sazonalmente). Na comparação interanual (mesmo mês do ano anterior) houve alta de 4,0%.

Em suma, o mercado de trabalho continua bastante aquecido, com baixo nível de desocupação e rendimentos crescentes. Contudo, com a deterioração do cenário macroeconômico em geral, alta da Selic, aumento das demissões em diversos segmentos da economia (sobretudo no setor industrial), entre outros fatores, espera-se uma reversão das atuais tendências, traduzidas em aumento do desemprego e desaceleração dos rendimentos reais.

pme out14

 

Posts relacionados

CAGED: Setembro registra sexto saldo positivo consecutivo

Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho, em setembro o saldo de vagas no mercado de trabalho (diferença entre novas contratações e demissões) foi positivo em 34,4 mil postos. Deste modo, a leitura atual contrasta quando comparado ao mesmo período do ano anterior, quando foram encerradas 39,3…

Movimento do Comércio sobe 1,5% em setembro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em setembro quando comparado a agosto na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (outubro de 2016 até setembro de 2017 frente ao…

IBC-BR recua 0,38% em agosto e 1,0% no acumulado 12 meses

18 de outubro 2017 – Segundo o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) recuou 0,38% na comparação mensal contra o mês de julho (dados dessazonalizados). Considerando a variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda segue diminuindo: a leitura de agosto apresentou um recuo de 1,0% (após registrar queda de 1,4%…