PME: Desemprego em maio é o maior desde 2010

De acordo com o IBGE, a taxa de desemprego em maio atingiu 6,7% da população economicamente ativa na série, sendo o maior resultado desde agosto de 2010. Maio superou em 0,3 p.p. o mês de abril e em 1,8 p.p. o mesmo período de 2014. As regiões metropolitanas ficaram com a seguinte configuração: Recife (8,5%), Salvador (11,3%), Belo Horizonte (5,7%), Rio de Janeiro (5,0%), São Paulo (6,9%) e Porto Alegre (5,6%).

Com relação aos rendimentos reais, o valor médio habitual real foi de R$2.117,10, caindo 5,0% na variação interanual. Na comparação mensal (contra o mês imediatamente anterior) os rendimentos apresentaram recuo de 2,0%.

O mercado de trabalho mostra grandes sinais de desaquecimento. Em termos regionais, o desemprego nas regiões metropolitanas do nordeste, especificamente, atinge níveis alarmantes, sobretudo em Salvador.

A retração do quadro de funcionários de grande parte das empresas já é notável, e este aumento das demissões está em linha com a queda da População Ocupada do indicador, que recuou 0,6% na comparação com maio de 2014. A inflação, que deverá rondar próxima de 9,0% no ano, também colaborará adicionalmente para o aperto real dos ganhos. Com estas perspectivas, estimamos que o desemprego calculado pela PME atinja 7,0% para a média de 2015.

pme

Posts relacionados

Boa Vista SCPC reúne especialistas para debater avanços e benefícios econômicos do Cadastro Positivo

A Boa Vista SCPC recebeu autoridades como Oscar Madeddu, do Banco Mundial, João André Pereira, do Banco Central do Brasil e César Calomino, da Equifax do Uruguai, para falar sobre o Cadastro Positivo e os seus impactos econômicos e sociais, inclusive em países em desenvolvimento onde já é uma realidade. Estes convidados também salientaram a…

Recuperação de crédito cai 2,3% no acumulado 12 meses

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista SCPC – apontou queda de 2,3% na variação acumulada em 12 meses (setembro de 2016 até agosto de 2017). A variação mensal com dados dessazonalizados apresentou aumento de 4,5% contra o mês…

Relatório de Crédito – jul/17

O Banco Central do Brasil (BCB) divulgou os dados de crédito referente a julho. A expansão das operações de crédito, até o momento, continua em ritmo moderado. O crescimento do saldo veio levemente abaixo do esperado, com redução na variação anual (caiu 1,6% em junho/17 contra diminuição de 1,7% em jul/17), atingindo R$ 3,1 trilhões,…