PNAD: Desemprego atinge 11,2% em abril

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), o desemprego tornou a subir no país e atingiu 11,2% no trimestre móvel encerrado em abril. Este valor é 0,3 p.p. superior ao registrado na média trimestral encerrada em março e 3,2 p.p. maior do que a taxa de desemprego registrada no mesmo período do ano passado (comparação interanual).

A taxa de ocupação no Brasil (TO) – que mede a porcentagem da população com idade de trabalhar que está efetivamente ocupada – manteve-se praticamente estável, com queda de 0,1 p.p., alcançando o nível de 54,6%. Já a população economicamente ativa (PEA), manteve o ritmo de crescimento registrado ao longo dos três primeiros meses do ano, de 1,8% na comparação interanual.

Sem título

O rendimento habitual real, por sua vez, continua com tendência negativa, atingindo 1,4% na variação acumulada em 12 meses, equivalente ao mesmo nível de renda de registrado em março de 2013.

O recuo na atividade econômica tem levado as empresas a reduzirem seus custos, diminuindo o número de postos de trabalho e consequentemente aumentando a demanda por vagas. Ou seja, há um duplo movimento de intensificação da taxa de desemprego, uma vez que há maior número de desempregados e concomitantemente uma elevação da demanda por postos de trabalho.

Sem título

Contudo, já é possível observar uma desaceleração do crescimento da PEA e estagnação da TO, movimentos que contribuem para o arrefecimento do atual movimento de alta da taxa de desemprego. Nos rendimentos também já é possível notarmos um menor ritmo de queda da tendência, fatores que juntos sinalizam uma pequena melhoria das condições do mercado de trabalho. Com a manutenção dessas tendências, espera-se para o final do ano uma taxa de desemprego em torno de 11% e uma queda de 1% dos rendimentos reais.

 

Posts relacionados

Uso de certificado digital na entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física garante segurança e agilidade aos contribuintes

Contribuintes com rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano de 2016 precisam entregar, obrigatoriamente, até o dia 28 de abril a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física – DIRF 2017. Para tornar essa obrigação junto à Receita Federal mais simples, rápida e prática, com a segurança da transmissão de informações pelo ambiente online,…

Maioria dos consumidores afirma ter perfil equilibrado quanto aos seus hábitos de consumo, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

A maioria dos entrevistados (59%) em pesquisa inédita desenvolvida pela Boa Vista SCPC afirma ter um perfil equilibrado quando questionada sobre os seus hábitos de compra. Outros 28% dizem ter perfil conservador, e 13% afirmam ser consumistas. O levantamento da Boa Vista SCPC, elaborado com 1.169 entrevistados, em todo o Brasil, no período entre 31…

Parceria ADASP com a Boa Vista SCPC possibilita a ampliação de resultados

A Boa Vista SCPC tem parceria com mais de 2.200 entidades de classes representativas em todo o Brasil. Destaca-se também pela inovação e contínuo investimento em tecnologia para desenvolvimento de soluções que antecipem as principais demandas do mercado. Possui um time com centenas de profissionais especializados em modelagem estatística de informações, o que garante produtos…