Produção Industrial avança 1,4% em Março

Dados divulgados hoje pelo IBGE mostram que a Produção Industrial Mensal (PIM) de março aumentou 1,4%, descontados os efeitos sazonais. Apesar da pequena elevação, o resultado acumulado em 2016 aponta queda de 11,7%, o pior trimestre da indústria desde 2009. Em 12 meses a retração foi de 9,7% e na comparação de março contra o mesmo mês de 2015 houve queda de 11,4%, recuo maior que o apresentado em fevereiro.

Na avaliação acumulada em 12 meses, considerando a análise por “Categorias de Uso”, as perdas permaneceram bastante acentuadas:  -28,3% para Bens de Capital, -7% para Bens Intermediários e -10% para Bens de Consumo.

Sem título

Na variação mensal dessazonalizada, o setor de Bens de Consumo apresentou a maior elevação, 3,2%, seguido por Bens de Capital, com elevação de 2,2%. Já o setor de Bens Intermediários permaneceu praticamente estável, variando 0,1%.

Apesar da elevação do índice na comparação mensal o valor ainda não significa o início de uma retomada sustentável. Esses resultados indicam um ensaio de inflexão na tendência negativa da série, desencadeado principalmente pela desvalorização cambial, que parece começar a mostrar seus efeitos. Ademais, o desemprego permanece elevado e a queda do consumo das famílias tem reduzido consideravelmente a demanda das empresas ligadas ao setor do varejo e de serviços, prejudicando o desempenho dos fornecedores industriais.

 

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 1,5% em setembro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em setembro quando comparado a agosto na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (outubro de 2016 até setembro de 2017 frente ao…

IBC-BR recua 0,38% em agosto e 1,0% no acumulado 12 meses

18 de outubro 2017 – Segundo o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) recuou 0,38% na comparação mensal contra o mês de julho (dados dessazonalizados). Considerando a variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda segue diminuindo: a leitura de agosto apresentou um recuo de 1,0% (após registrar queda de 1,4%…

Volume de serviços recua 1,0% em agosto e 4,5% no acumulado 12 meses

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE, o volume de serviços apresentou queda de 1,0% em agosto contra o mês anterior (dados dessazonalizados). A categoria de serviços prestados às famílias foi a única a apresentar queda (-4,8%), bastante atípica para o mês considerando o histórico da série. Os demais grupos apresentaram crescimento: Serviços…