Produção industrial recua 0,9% em fevereiro

Segundo o IBGE, a produção industrial recuou 0,9% em fevereiro, na comparação contra o mês anterior dos dados dessazonalizados. Quanto à variação contra o mesmo mês do ano passado também houve recuo, de 9,1%, considerando dados sem ajuste sazonal.

A configuração pela análise das grandes categorias econômicas, as Indústrias de Transformação e os Insumos da Construção Civil caíram praticamente na mesma magnitude, -11,5% e -11,4%, respectivamente. Amenizando a queda entre estes setores, as Indústrias Extrativas foram as únicas a obterem resultado positivo (com alta de 12% no período). Mantida a base de comparação, as categorias de uso tiveram queda generalizada, sendo as mais acentuadas no setor de Bens de Consumo Duráveis, que retraiu 25,8%, seguida de Bens de Capital, que variou -25,7%.

Em linhas gerais, o resultado na margem começa a mostrar os efeitos da retração da indústria, que vem sentindo o aperto fiscal e monetário, fatores desestimulantes dos investimentos e que acabam por dificultar maiores empreitadas na indústria. Para o resto do ano o cenário macroeconômico dificilmente colaborará para uma retomada vigorosa do setor. O efeito da valorização cambial, que favorece grande parte da indústria, em especial bens de capital, não deverá ser sentido ainda neste ano, mas mesmo assim deve amenizar o fluxo de importações destes bens no curto e médio prazo, servido portanto como estímulo à produção neste ínterim. Assim, esperamos resultado ainda negativo para indústria neste ano, porém em menor intensidade do que a observada em 2014.

pim

Posts relacionados

Volume de serviços recua 1,0% em agosto e 4,5% no acumulado 12 meses

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE, o volume de serviços apresentou queda de 1,0% em agosto contra o mês anterior (dados dessazonalizados). A categoria de serviços prestados às famílias foi a única a apresentar queda (-4,8%), bastante atípica para o mês considerando o histórico da série. Os demais grupos apresentaram crescimento: Serviços…

Número de novas empresas sobe 5,1% no 3º trimestre

No 3º trimestre de 2017 o número de novas empresas cresceu 5,1% em relação ao trimestre anterior, segundo levantamento da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Desta forma, os valores acumulados no ano (janeiro a setembro), quando comparados ao mesmo período do ano anterior, mantiveram-se positivos, passando de um…

Vendas para o dia das crianças sobem 2,7% em 2017

Dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) mostram que em 2017 as vendas do comércio para o dia das crianças aumentaram 2,7% quando comparadas aos resultados de 2016. Dessa forma, o indicador para data comemorativa tornou a subir após 2 anos consecutivos de queda, quando variou -4,2% em 2016 e -3,4%…