Receita nominal de serviços sobe 1,6% em janeiro

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços, o índice de receita registrou alta de 1,6% em janeiro na comparação interanual (contra janeiro de 2014). Já no resultado acumulado em 12 meses houve desaceleração de 0,6 p.p. no indicador, atingindo 5,4%, enquanto em termos reais houve queda de 3,2%, mantida base de comparação.

Nas aberturas dos principais grupos, houve a seguinte configuração: Serviços prestados às famílias (passou de 9,2% em dezembro para 8,8% em janeiro) Serviços de informação e comunicação (passou de 3,3% em dezembro para atuais 2,4%); Serviços profissionais, administrativos e complementares (apresentou queda de 0,3 p.p. na comparação com o mês anterior, atingindo 8,2%); Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (passou de 6,4% em dezembro para 5,7% em janeiro); Outros serviços (apresentou recuo de 0,5 p.p. em janeiro, com atuais 6,3%).

Tendo em vista os fracos resultados apresentados pelos setores da economia brasileira aliados a uma inflação persistentemente alta – em especial no setor de serviços – e da falta de confiança dos agentes econômicos, esperamos que esta tendência se prolongue pelos próximos meses e que uma reversão deste quadro tenha início somente em meados de 2016. Assim, estimamos que o setor de serviços neste ano continue em patamar negativo em termos reais, em nível próximo ao resultado observado em 2014.

 

pms1

 

 

pms2

 

Posts relacionados

Uso de certificado digital na entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física garante segurança e agilidade aos contribuintes

Contribuintes com rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano de 2016 precisam entregar, obrigatoriamente, até o dia 28 de abril a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física – DIRF 2017. Para tornar essa obrigação junto à Receita Federal mais simples, rápida e prática, com a segurança da transmissão de informações pelo ambiente online,…

Maioria dos consumidores afirma ter perfil equilibrado quanto aos seus hábitos de consumo, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

A maioria dos entrevistados (59%) em pesquisa inédita desenvolvida pela Boa Vista SCPC afirma ter um perfil equilibrado quando questionada sobre os seus hábitos de compra. Outros 28% dizem ter perfil conservador, e 13% afirmam ser consumistas. O levantamento da Boa Vista SCPC, elaborado com 1.169 entrevistados, em todo o Brasil, no período entre 31…

Parceria ADASP com a Boa Vista SCPC possibilita a ampliação de resultados

A Boa Vista SCPC tem parceria com mais de 2.200 entidades de classes representativas em todo o Brasil. Destaca-se também pela inovação e contínuo investimento em tecnologia para desenvolvimento de soluções que antecipem as principais demandas do mercado. Possui um time com centenas de profissionais especializados em modelagem estatística de informações, o que garante produtos…