Varejo cai pelo 8º mês seguido em setembro

De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio, divulgada pelo IBGE, o volume de vendas no varejo restrito caiu 0,5% em setembro, na análise mensal dos dados dessazonalizados. Esta é a 8ª queda mensal consecutiva do indicador. Para o acumulado de 2015 a retração é de 3,3%, contra o mesmo período do ano passado. Na análise do acumulado em 12 meses o varejo restrito acelerou a queda, passando para -2,1%.

Dentre as oito categorias, ainda na análise do acumulado em 12 meses, apenas três alcançaram variação positiva e o destaque ficou mais uma vez com: “Artigos farmacêuticos”, que registrou alta de 4,7%. Os demais segmentos ficaram configurados da seguinte maneira: “Materiais para escritório” (4,2%), “Outros” (3,4%), “Hipermercados e supermercados” (-1,6%), “Combustíveis e lubrificantes” (-2,9%), “Tecidos, vestuário e calçados” (-5,2%), “Móveis e Eletrodomésticos” (-9,6%) e “Livros, jornais revistas e papelaria” (-9,6%).

As categorias “Veículos e motos, partes e peças” e “Material de Construção” continuam em forte retração,         (-14,3%) e (-4,9%), respectivamente. Ambas agregam o resultado do varejo ampliado, que totalizou uma queda de 6,0% na variação acumulada em 12 meses.

A fraca atividade do varejo que reflete em grande parte os efeitos da pressão inflacionária e da baixa confiança na economia segue em linha com o indicador Movimento do Comércio da Boa Vista SCPC, que já tem demonstrado a deterioração do comércio desde meados de 2014. O cenário de queda do varejo já era esperado para este ano e uma possível melhora deverá ocorrer por efeito base de comparação apenas para 2016. Por ora, revisamos para baixo nossa projeção de retração do setor em 2015, sendo -3,5% nas vendas varejistas restritas (diminuição de 1,5 p.p. frente às expectativas anteriores) e queda de 8% para o conceito ampliado (atingindo e retração de 1,0 p.p com relação às projeções anteriores). Abaixo gráfico com a evolução das séries dessazonalizadas da PMC Restrita e do indicador da Boa Vista, Movimento do Comércio.

pmc1

pmc2

Posts relacionados

Inadimplência das empresas inicia 2017 com queda de 0,3%, diz a Boa Vista SCPC

A inadimplência das empresas em todo o país caiu 0,3% no 1º trimestre de 2017 quando comparada ao mesmo trimestre do ano anterior, de acordo com dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Depois de três anos consecutivos de alta do indicador na comparação interanual (1º tri de 2017 contra o…

Boa Vista SCPC: inadimplência do consumidor paulistano caiu 4,3% no 1º trimestre

A inadimplência do consumidor na cidade de São Paulo teve queda de 4,3% no acumulado do ano (1º trimestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados da Boa Vista SCPC. Na comparação interanual (março-17 contra março-16), a inadimplência retraiu 8,4%. Contra o mês anterior (março-17 contra fevereiro-17) houve…

Demanda por Crédito do Consumidor cai 4,0% no 1º trimestre, segundo Boa Vista SCPC

Dados nacionais da Boa Vista SCPC apontam que a Demanda por Crédito do Consumidor caiu 4,0% no 1º trimestre de 2017 na comparação com o mesmo período do ano anterior. Já na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (abril de 2016 até março de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração de 9,3%,…