Investimentos no PAC serão menores em 2014

Por Marcel Caparoz, da RC Consultores

Depois de muito esforço por parte do Governo, foi aprovado na madrugada desta quarta-feira o projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2014. O orçamento do ano que vem será de R$ 2,49 trilhões, 9,21% a mais do que o deste ano (R$ 2,28 trilhões), e R$ 130 bilhões a mais em comparação ao projeto enviado pelo Executivo ao Legislativo (R$ 2,36 trilhões). Deste total, aproximadamente 26% serão utilizados apenas para o refinanciamento da dívida pública.

Tal aprovação só foi possível porque o governo resolveu ceder aos parlamentares, prometendo um “bônus” de R$ 2 milhões em emendas já em 2013. Para 2014, as emendas representarão R$ 8,7 bilhões, o equivalente a R$ 14,7 milhões para cada senador e deputado. Além disso, o salário mínimo previsto para o próximo ano aumentou de R$ 628 para R$ 724, alta de 6,8%. Já os investimentos previstos no PAC tiveram redução de R$ 1,2 bilhão em relação ao projeto enviado pelo Executivo, devendo somar em 2014 R$ 61,8 bilhões. De todas as despesas do Governo, a única, infelizmente, que tem demonstrado controle na sua evolução é a de Investimentos.

Ed.336

Comentários

comentários