"Ad ridentem punire consuetudines"

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

“Rindo se castigam os costumes”. Este provérbio da Roma antiga traduz bem os resultados das eleições italianas. O Movimento Cinco Estrelas, do comediante Beppe Grillo, alcançou mais de 7 milhões de votos, se tornando a terceira força política na Itália, surpreendendo os analistas. O Partido Democrático, de centro-esquerda, teve a maioria dos votos, mas sem cadeiras suficientes no Parlamento para formar um governo. O partido do ex-primeiro-ministro Berlusconi, ficou em segundo lugar. O maior derrotado foi o atual primeiro-ministro Mario Monti. Esse resultado cria um impasse político que ameaça tornar a Itália ingovernável.

Os mercados já reagiram a esse resultado. A Itália captou nesta terça-feira € 8,75 bilhões em uma operação a seis meses, com taxas de juros em alta considerável: 1,237% contra 0,734% registrada na operação anterior de 29 de janeiro. As bolsas europeias abriram em  forte queda, com destaque para os bancos italianos. O maior banco italiano, o Unicredit, perde 8,36%. O resultado surpreendente da eleição italiana não mudou apenas o ambiente político na Itália. O impacto será sentido em toda a Europa. A situação política no continente é uma corrida entre a austeridade e reformas, de um lado, e o aumento dos movimentos populistas, do outro. Se as reformas não forem implementadas a tempo de surgirem resultados no curto prazo, corre-se o risco de desestabilização social e populismo. Arrivederci complacência e calmaria na zona do euro.

Ed.131

Comentários

comentários

Posts relacionados

Inadimplência das empresas inicia 2017 com queda de 0,3%, diz a Boa Vista SCPC

A inadimplência das empresas em todo o país caiu 0,3% no 1º trimestre de 2017 quando comparada ao mesmo trimestre do ano anterior, de acordo com dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Depois de três anos consecutivos de alta do indicador na comparação interanual (1º tri de 2017 contra o…

Boa Vista SCPC: inadimplência do consumidor paulistano caiu 4,3% no 1º trimestre

A inadimplência do consumidor na cidade de São Paulo teve queda de 4,3% no acumulado do ano (1º trimestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados da Boa Vista SCPC. Na comparação interanual (março-17 contra março-16), a inadimplência retraiu 8,4%. Contra o mês anterior (março-17 contra fevereiro-17) houve…

Demanda por Crédito do Consumidor cai 4,0% no 1º trimestre, segundo Boa Vista SCPC

Dados nacionais da Boa Vista SCPC apontam que a Demanda por Crédito do Consumidor caiu 4,0% no 1º trimestre de 2017 na comparação com o mesmo período do ano anterior. Já na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (abril de 2016 até março de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração de 9,3%,…