Alemanha empurra crescimento da zona do Euro

Por Flávio Calife e Juliane Mazetti, da área de Indicadores e Estudos Econômicos da Boa Vista SCPC

A Alemanha sustentou o desempenho positivo da zona do euro em 2014. O país surpreendeu as expectativas e apresentou crescimento do PIB de 0,7% no quarto trimestre de 2014 e 1,6% no ano. A boa performance da economia foi sustentada pelo aumento dos investimentos e do consumo das famílias. As outras duas economias mais importantes da zona do euro, França e Itália, apesar de apresentarem resultados melhores do que os de 2013, contribuíram de forma oposta para o crescimento da economia do bloco.

A França apontou crescimento no último trimestre de 2014 de 0,1% frente ao terceiro trimestre, e resultado da atividade no ano de 0,4%, número pouco melhor do que os obtidos nos dois anos anteriores. Já a Itália, 3ª maior economia da zona do euro, obteve estabilidade no quarto trimestre de 2014 e no acumulado do ano apresentou recuo de 0,4%. Mesmo que negativo, o resultado anual mostrou-se melhor do que em 2013, quando registrou queda de 1,9%. Vale lembrar que o país não apresenta crescimento do PIB desde o segundo trimestre de 2011. Considerando toda a zona do euro, o aumento no último trimestre foi de 0,3%, enquanto no ano acumulou crescimento de 0,9%, superando as expectativas de 0,2% e 0,8% dos analistas, respectivamente.

A Comissão Europeia já prevê crescimento do grupo em 1,3% para 2015 e para 2016 lança expectativas ainda mais otimistas de 1,9%. O bloco também comemora a taxa de desemprego de 11,4% em dezembro, a menor desde agosto de 2012. Estes fatores favorecem previsões positivas e reacendem as chances de uma retomada mais sustentável da economia europeia, mas o fator Grécia ainda é uma incógnita.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,79% em agosto

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados atingiu 1,79% em agosto, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,34 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente a julho (quando o nível foi de 1,90%),…

Para 46% dos consumidores, o Cadastro Positivo tem como principal benefício auxiliar na obtenção de crédito e contratação de financiamentos

Em pesquisa inédita com consumidores de todo o Brasil, a Boa Vista SCPC identificou que para 46% dos entrevistados, o Cadastro Positivo tem como principal objetivo auxiliar na obtenção de crédito e na contratação de financiamentos. Outros 26% acreditam que o banco de dados com informações positivas sobre consumidores classifica de forma mais assertiva e…

Movimento do Comércio sobe 2,2% em agosto

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 2,2% em agosto quando comparado a julho na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (setembro de 2016…