Alimentos impedem alta maior da inflação

Por Marcel Caparoz, da RC Consultores

O IPCA-15, prévia da inflação oficial, registrou alta de 0,47% em junho de 2014, levando o acumulado em 12 meses para a marca de 6,41%. Impediram uma inflação ainda maior no mês a queda das taxas de água e esgoto em São Paulo e a deflação dos preços dos alimentos em domicílio, com redução de 0,23% no mês, reflexo das recentes baixas dos preços no atacado.

Embora a inflação tenha diminuído em comparação aos últimos meses, a situação atual ainda demanda cuidados. A alta de 0,47% de junho de 2014 é muito superior à média para o mês, de 0,32%. Em 2014, a inflação acumulada em apenas 6 meses já é de 4,0%, muito próximo da meta para todo o ano, de 4,5%, estipulada pelo BC. No próximo mês, o IPCA-15 deverá romper o teto máximo de 6,5% no acumulado em 12 meses. A persistência da inflação deteriora as expectativas futuras dos agentes, prejudicando o planejamento de investimentos de maior prazo de retorno. O BC, no entanto, reafirma a meta de 4,5% para a inflação nos próximos anos, mas cada vez menos pessoas acreditam na viabilidade de tal objetivo no curto prazo.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,90% em julho

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos), como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 1,90% em julho, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,31 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve alta frente ao mês anterior (em junho o…

Número de novas empresas cai 3,8% no 2º trimestre

No 2º trimestre de 2017 o número de novas empresas caiu 3,8% em relação ao trimestre anterior, segundo levantamento da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Assim, o resultado configura a primeira queda para esse trimestre desde o início da série histórica (2003). Ainda assim, os valores acumulados no…

Vendas para o dia dos pais recuam 0,5% em 2017

As vendas do comércio para o dia dos pais diminuíram 0,5% em 2017 quando comparadas a 2016, segundo dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). O recuo das vendas nesta data foi mais fraco do que o observado em 2016, quando o comércio retraiu 5,2% em relação ao mesmo período de…