Aluga-se

Por Flávio Calife

O efeito prolongado do recuo da atividade econômica sobre as empresas costuma ser devastador. Em 2014, a economia brasileira não recuou, mas cresceu apenas 0,1%, enquanto em 2015 a queda foi de 3,8%. Nesse cenário as empresas perderam vigor e a economia reduziu seu dinamismo, o desemprego aumentou mais de 50% e o número de vagas disponíveis caiu vertiginosamente.

A fraca atividade em conjunto com elevados custos atingiu em cheio o caixa das empresas ao longo de 2015, os pedidos de falência fecharam aquele ano com crescimento de 16,4%. Além das falências, muitas empresas simplesmente fecharam as portas. A CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) calcula que este número chegou a 30 mil lojas no Estado de São Paulo e de 100 mil no país em 2015. A procura por imóveis comerciais despencou.

E as expectativas para 2016 não são nada otimistas – novamente com quedas de mais de 3%. O primeiro trimestre de 2016 por enquanto não traz boas notícias. Dados da Boa Vista SCPC mostram que os pedidos de falência registraram alta de 31,6% no trimestre em relação ao mesmo período de 2015. E as pequenas empresas respondem por 88% desses pedidos.

Sem previsão de mudança no cenário macroeconômico em 2016, os indicadores parecem conservar, de forma mais intensa ainda, a tendência de alta observada ao longo de 2015. É notória a quantidade de imóveis comerciais vazios pelas cidades. O país “tá pra alugar”.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Demanda por Crédito do Consumidor cai 0,7% no 1º semestre, segundo Boa Vista SCPC

A Demanda por Crédito do Consumidor caiu 0,7% no 1º semestre de 2017, em comparação ao 1º semestre de 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação interanual, junho apresentou estabilidade nos dados, enquanto nos valores acumulados em 12 meses (julho de 2016 até junho…

Movimento do Comércio cai 3,2% no 1º semestre, diz Boa Vista SCPC

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, caiu 3,2% no acumulado no ano (1º semestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12…

47% dos consumidores inadimplentes estão muito endividados, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

O nível de endividamento elevado (muito endividado) atinge 47% dos consumidores inadimplentes, ou seja, que estão com o “nome sujo”, de acordo com a pesquisa nacional Perfil do Consumidor Inadimplente, realizada pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com cerca de 1.500 respondentes. Em seguida, 26% se dizem mais ou menos endividados,…