Anúncio do início das operações do MEE dará algum alento aos mercados de risco

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

A União Européia  anunciou ontem, após quase três anos de debates, o início das operações do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE), com recursos de € 750 bilhões. O MEE substitui o atual Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF), que tinha caráter provisório. O fundo nasce com a missão de resgatar governos e bancos em dificuldades. Até Novembro deve ser analisado um pacote de socorro aos governos do Chipre e da Espanha e a renegociação do resgate à Grecia. Os maiores doadores serão a Alemanha, com € 190 bilhões, e a França, com € 143 bilhões.

O anúncio dará algum alento aos mercados de risco.  Por pouco tempo.  A Europa tem enormes desafios pela frente. É importante destacar que os custos da aventura financeira dos bancos está sendo repassado aos governos dos países, que serão resgatados, algum dia, pelos impostos majorados dos contribuintes.

 Ed.46

Comentários

comentários

Posts relacionados

CAGED: Setembro registra sexto saldo positivo consecutivo

Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho, em setembro o saldo de vagas no mercado de trabalho (diferença entre novas contratações e demissões) foi positivo em 34,4 mil postos. Deste modo, a leitura atual contrasta quando comparado ao mesmo período do ano anterior, quando foram encerradas 39,3…

Movimento do Comércio sobe 1,5% em setembro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em setembro quando comparado a agosto na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (outubro de 2016 até setembro de 2017 frente ao…

IBC-BR recua 0,38% em agosto e 1,0% no acumulado 12 meses

18 de outubro 2017 – Segundo o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) recuou 0,38% na comparação mensal contra o mês de julho (dados dessazonalizados). Considerando a variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda segue diminuindo: a leitura de agosto apresentou um recuo de 1,0% (após registrar queda de 1,4%…