Atividade econômica voltou a recuar em novembro

Por Thiago Custódio Biscuola, da RC Consultores

Considerado como um sinalizador de desempenho do PIB, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-BR) registrou em novembro queda de 0,3% frente a outubro na série livre de influências sazonais. Já em comparação com igual mês do ano anterior, o índice apresentou alta de 1,3% na série sem ajuste sazonal. No ano de 2013 o índice acumula elevação de 2,7%, enquanto nos doze meses encerrados em novembro o IBC-BR apresenta crescimento de 2,4%.

O resultado no mês deveu-se, sobretudo, à retração observada pela indústria, cuja produção teve queda de 0,2% no período. Em contrapartida, o resultado só não foi pior devido ao dinamismo do varejo, que registrou em novembro o nono mês consecutivo de alta. O ritmo de atividade no quarto trimestre deverá ser ligeiramente melhor do que o observado no trimestre exatamente anterior. A lenta evolução da indústria e a perda de fôlego do varejo inibem um crescimento maior. Destoando dos demais setores, o agronegócio contribuirá significativamente para o crescimento em 2013. A safra recorde de cereais, leguminosas e oleaginosas que, segundo o IBGE, cresceu 16,2% em relação a 2012, alcançando 188,2 milhões de toneladas, impedirá um desempenho pior da economia. Apesar da expectativa do governo de um crescimento robusto, o avanço do PIB não deve ultrapassar o patamar de 2,4% no ano passado. Para 2014 a RC Consultores estima um crescimento ligeiramente superior, algo em torno de 2,5%.

Ed.347

Comentários

comentários

Posts relacionados

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,79% em agosto

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados atingiu 1,79% em agosto, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,34 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados diminuiu frente a julho (quando o nível foi de 1,90%),…

Para 46% dos consumidores, o Cadastro Positivo tem como principal benefício auxiliar na obtenção de crédito e contratação de financiamentos

Em pesquisa inédita com consumidores de todo o Brasil, a Boa Vista SCPC identificou que para 46% dos entrevistados, o Cadastro Positivo tem como principal objetivo auxiliar na obtenção de crédito e na contratação de financiamentos. Outros 26% acreditam que o banco de dados com informações positivas sobre consumidores classifica de forma mais assertiva e…

Movimento do Comércio sobe 2,2% em agosto

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 2,2% em agosto quando comparado a julho na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (setembro de 2016…