Bacen inverte política cambial

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores  

O Banco Central antecipou ontem a rolagem de contratos de swap cambial (equivalente à venda de dólares no mercado futuro) que vencem no dia 1º de fevereiro, em um total de US$ 1,847 bilhão. Essa operação fez com que o dólar tivesse forte queda ante o real, com a moeda no balcão atingindo o menor patamar de fechamento desde 2 de julho de 2012, cotado a R$ 2,00. Hoje a moeda abriu cotada a R$ 1,99.

Aparentemente a autoridade monetária inverteu o rumo na política cambial. Ao longo do ano passado, em especial no segundo semestre, o Banco Central “estimulou” o mercado a desvalorizar o real, de forma a tornar o setor industrial mais competitivo. Naquela ocasião ainda não prevalecia a preocupação com a inflação.  A visão do BC sobre uma possível deterioração do cenário inflacionário só ficou patente na ata do Copom da semana passada. Tal preocupação inverte a política anterior de estímulo industrial, ao usar o câmbio novamente, como instrumento de controle.

Ed.114

Comentários

comentários

Posts relacionados

CAGED: Setembro registra sexto saldo positivo consecutivo

Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho, em setembro o saldo de vagas no mercado de trabalho (diferença entre novas contratações e demissões) foi positivo em 34,4 mil postos. Deste modo, a leitura atual contrasta quando comparado ao mesmo período do ano anterior, quando foram encerradas 39,3…

Movimento do Comércio sobe 1,5% em setembro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em setembro quando comparado a agosto na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (outubro de 2016 até setembro de 2017 frente ao…

IBC-BR recua 0,38% em agosto e 1,0% no acumulado 12 meses

18 de outubro 2017 – Segundo o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) recuou 0,38% na comparação mensal contra o mês de julho (dados dessazonalizados). Considerando a variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda segue diminuindo: a leitura de agosto apresentou um recuo de 1,0% (após registrar queda de 1,4%…