BACEN prevê piora nas contas externas

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

Previsões do Banco Central indicam que o Brasil vai registrar em 2013 o maior déficit nas transações correntes desde 2011 e a primeira queda na entrada de dólares desde a crise de 2008.  O BACEN espera resultado negativo de US$ 65 bilhões nas transações de bens e serviços, 2,7% do PIB.  O superávit comercial deverá diminuir de US$ 19 bilhões neste ano para US$ 17 bilhões em 2013. O ingresso de recursos na conta financeira, que reúne todas as fontes de financiamento externo deve ficar em US$ 70 bilhões. A maior parte dessa entrada virá dos Investimentos Estrangeiros Diretos.

A piora nas contas externas reflete um crescimento maior projetado pelas autoridades para a economia em 2013, que estimularia o aumento das remessas de lucros para o exterior, e maiores gastos com viagens internacionais. A queda no saldo comercial também indica que as importações vão crescer mais que as exportações. O aumento da demanda interna será, em boa parte, coberto por produtores de fora. A indústria nacional continuará com dificuldade para enfrentar a concorrência estrangeira.

Ed.93

Comentários

comentários