Banco Central anuncia “o último ajuste” baixista na taxa básica de juros, que fica agora em 7,25%

Por Paulo Rabello de Castro, da RC Consultores

O Banco Central votou, por maioria simples, num último ajuste nos juros, acumulando 5,25 pontos percentuais de cortes sucessivos.  A taxa fica agora em 7,25%. Ainda é uma taxa bastante alta, se comparada a outros países do mundo, especialmente aquelas economias exportadoras de commodities parecidas conosco, como Austrália e Canadá.  Se deduzida a inflação anual projetada, aparece um juro real algo inferior a 3% ao ano que, mesmo assim, continuaria maior – embora não muito – do que o diferencial de risco-Brasil percebido hoje pelos investidores mundiais. Ou seja, pela primeira vez em muitos anos, desde a administração Armínio Fraga, o Banco Central mostra apetite para tentar praticar “juros normais” na compra e rolagem de papéis públicos.

O que seria normal e convencional, praticar juros em patamar nivelado ao resto do mercado mundial, tem sido recebido por alguns importantes economistas e financistas como se fosse um erro crasso do Banco Central. Esses críticos já erraram feio, no ano passado, ao condenar o presidente Alexandre Tombini, do Banco Central, por “baixar demais os juros, arriscando um descontrole da inflação”. Não houve nada disso. Agora, retomam as críticas, na mesma toada. O mesmo erro de percepção se repete.

Ed.53

Comentários

comentários

Posts relacionados

Boa Vista SCPC: recuperação de crédito sobe 3,0% em janeiro

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base do crédito– apontou elevação de 3,0% na análise mensal contra dezembro, descontados os efeitos sazonais. Já na variação acumulada em 12 meses apresentou alta de 2,7%, enquanto na análise interanual (mesmo mês de 2016) houve…

81% dos consumidores esperam que em 2017 a relação entre recebimento e gastos melhore, segundo Boa Vista SCPC

A maioria dos entrevistados (81%) na Pesquisa Perfil do Inadimplente, da Boa Vista SCPC, espera que em 2017 a relação entre recebimentos e gastos esteja melhor do que a existente no 4º trimestre de 2016, período no qual o levantamento foi elaborado contendo a participação de consumidores de todo o país. Em dezembro de 2015,…

CDC completa 27 anos e representa uma conquista de consumidores e de empresas

Março é um mês especial para os consumidores (e para as empresas). É que no dia 11, há 27 anos, entrou em vigor o Código de Defesa do Consumidor (CDC). A Lei 8.078 foi assinada pelo então presidente Fernando Collor em setembro de 1990, determinando que entrasse em vigor seis meses depois, no dia 11…