Brasília põe política fiscal a serviço do pleito de 2014

Por Paulo Rabello de Castro, da RC Consultores

A proposta de LDO – Lei de Diretrizes Orçamentárias – enviada ontem ao Congresso desonera o governo federal de cobrir qualquer diferença encontrada no cumprimento da meta fiscal do setor público pelos Estados e Municípios em 2014. Estados e Municipios têm obrigação de fazer R$51 bilhões de superávit fiscal no próximo ano, mas se a meta for descumprida, Brasília não terá mais o dever de cobrir a diferença. A meta do governo federal para 2014 é de 116 bilhões. Mas disso o governo Dilma ainda poderá deduzir os investimentos do PAC e desonerações fiscais. Na prática, o superávit primário, que é uma reserva para cobrir a conta de juros, cairá abaixo de 1% do PIB. A nova LDO aponta um grande afrouxamento fiscal em 2013 e 2014, em linha com o esforço eleitoral do governo de ampliar sua base de apoio.

As expectativas serão fortemente afetadas pelo anúncio da maior folga fiscal. Os mercados ficarão ainda mais sensíveis à alta inflacionária atual. Exigirão maior rigor do lado dos juros, projetando elevação mais agressiva da taxa. O Banco Central ficou sem opção de adiar a alta de 0,25% prevista para amanhã. Mas não é descartado que o BC tente recobrar sua própria credibilidade elevando a taxa em 0,5%, até para demonstrar desconforto com o recente estouro do limite da sua meta.

Afinal, no governo alguém tem que continuar tentando cumprir metas.

Ed.165

Comentários

comentários

Posts relacionados

Inadimplência das empresas inicia 2017 com queda de 0,3%, diz a Boa Vista SCPC

A inadimplência das empresas em todo o país caiu 0,3% no 1º trimestre de 2017 quando comparada ao mesmo trimestre do ano anterior, de acordo com dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Depois de três anos consecutivos de alta do indicador na comparação interanual (1º tri de 2017 contra o…

Boa Vista SCPC: inadimplência do consumidor paulistano caiu 4,3% no 1º trimestre

A inadimplência do consumidor na cidade de São Paulo teve queda de 4,3% no acumulado do ano (1º trimestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados da Boa Vista SCPC. Na comparação interanual (março-17 contra março-16), a inadimplência retraiu 8,4%. Contra o mês anterior (março-17 contra fevereiro-17) houve…

Demanda por Crédito do Consumidor cai 4,0% no 1º trimestre, segundo Boa Vista SCPC

Dados nacionais da Boa Vista SCPC apontam que a Demanda por Crédito do Consumidor caiu 4,0% no 1º trimestre de 2017 na comparação com o mesmo período do ano anterior. Já na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (abril de 2016 até março de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração de 9,3%,…