CNI mostra recuo na produção industrial

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

Dados divulgados pela CNI mostram que a produção industrial recuou em junho na comparação com o mês anterior. O índice de evolução da produção caiu para 46,0. Nos últimos três meses este índice estava acima da linha divisória de 50 pontos. Valores acima de 50 indicam aumento da produção frente ao mês anterior. O setor de máquinas e equipamentos, termômetro da indústria, de janeiro a maio faturou menos 7,6% em relação ao mesmo período de 2012. A carteira de pedidos de bens de capital mecânicos em maio era de 2,71 semanas, o menor nível da história, segundo a Abimaq.

A pesquisa da CNI, corroborada pelo da Abimaq, revela que a indústria está longe de uma trajetória de recuperação. Embora o setor possa se beneficiar no segundo semestre por fatores como a desvalorização do real, no ano, o setor industrial deve ter um crescimento modesto de 1,8% segundo projeções da RC Consultores. Um dado a destacar é que a carga tributária ganha importância entre os principais problemas enfrentados pela indústria no segundo trimestre segundo a pesquisa da CNI: 60% assinalaram esta opção, 7,8 pontos percentuais a mais em relação ao trimestre anterior. O Brasil não vai conseguir aumentar a competitividade sem enfrentar este problema.

Ed.231

Comentários

comentários