Consumo de energia cresce em fevereiro

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

A resenha mensal da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) informa que em fevereiro o consumo de energia elétrica no país alcançou 37,8 GWh, 2,7% a mais que no mesmo mês de 2012. O principal responsável por esse aumento foi o consumo residencial, com aumento de 7,9%. O consumo do setor comercial cresceu 5,9%. O setor industrial apresentou uma queda de 2,4%.  Os principais responsáveis pelo desempenho fraco do consumo industrial foram os setores de alumínio e siderurgia.

Duas conclusões sobre o resultado do consumo de energia em fevereiro. A primeira é que a demanda por energia, pelo setor residencial, é bastante elástica, ou seja, se o preço diminui há um aumento significativo por energia. A segunda é que a economia está patinando neste início de 2013. Como os níveis dos reservatórios estão muito abaixo da média para esta época do ano, as termoelétricas devem permanecer ativas ao longo do ano, encarecendo o custo de energia do sistema. Talvez a redução do preço da energia devesse ter sido retardada. Alguém vai ter que pagar a conta da geração de energia mais cara este ano.

Ed.153

Comentários

comentários

Posts relacionados

Demanda por Crédito do Consumidor cai 0,7% no 1º semestre, segundo Boa Vista SCPC

A Demanda por Crédito do Consumidor caiu 0,7% no 1º semestre de 2017, em comparação ao 1º semestre de 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação interanual, junho apresentou estabilidade nos dados, enquanto nos valores acumulados em 12 meses (julho de 2016 até junho…

Movimento do Comércio cai 3,2% no 1º semestre, diz Boa Vista SCPC

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, caiu 3,2% no acumulado no ano (1º semestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12…

47% dos consumidores inadimplentes estão muito endividados, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

O nível de endividamento elevado (muito endividado) atinge 47% dos consumidores inadimplentes, ou seja, que estão com o “nome sujo”, de acordo com a pesquisa nacional Perfil do Consumidor Inadimplente, realizada pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com cerca de 1.500 respondentes. Em seguida, 26% se dizem mais ou menos endividados,…