Copom mantém ritmo de alta dos juros

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

O Banco Central subiu a taxa básica de juros em 0,5 ponto percentual, para 10,5% ao ano. Este aumento surpreendeu alguns analistas que esperavam uma alta de apenas 0,25 ponto percentual. No entanto, quando o presidente do Bacen se posicionou sobre o resultado da inflação de 2013 afirmando que o indicador mostrou “resistência ligeiramente acima da esperada”, já era aguardado que o ritmo da alta de juros permanecesse.

A alta de 0,92% do IPCA em dezembro ficou acima das expectativas, mas a aceleração dos aumentos a partir do segundo semestre do ano passado já estava embutida em muitas projeções. Sem a repressão dos preços administrados, como energia elétrica, transporte urbano e gasolina, por exemplo, a taxa anual teria rompido o teto de 6,5% de tolerância. Em 2014 o grau de liberdade será menor para os preços administrados, acrescido do impacto da desvalorização do Real que ainda se refletirá sobre os preços. Além disso, a inflação dos serviços continua rodando bem acima do teto da meta. Com a persistência da política fiscal expansionista por parte do governo, a alta dos juros não vai parar por aqui.

Ed.346

Comentários

comentários

Posts relacionados

Demanda por Crédito do Consumidor cai 0,7% no 1º semestre, segundo Boa Vista SCPC

A Demanda por Crédito do Consumidor caiu 0,7% no 1º semestre de 2017, em comparação ao 1º semestre de 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação interanual, junho apresentou estabilidade nos dados, enquanto nos valores acumulados em 12 meses (julho de 2016 até junho…

Movimento do Comércio cai 3,2% no 1º semestre, diz Boa Vista SCPC

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, caiu 3,2% no acumulado no ano (1º semestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12…

47% dos consumidores inadimplentes estão muito endividados, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

O nível de endividamento elevado (muito endividado) atinge 47% dos consumidores inadimplentes, ou seja, que estão com o “nome sujo”, de acordo com a pesquisa nacional Perfil do Consumidor Inadimplente, realizada pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com cerca de 1.500 respondentes. Em seguida, 26% se dizem mais ou menos endividados,…