Copom mantém ritmo de alta dos juros

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

O Banco Central subiu a taxa básica de juros em 0,5 ponto percentual, para 10,5% ao ano. Este aumento surpreendeu alguns analistas que esperavam uma alta de apenas 0,25 ponto percentual. No entanto, quando o presidente do Bacen se posicionou sobre o resultado da inflação de 2013 afirmando que o indicador mostrou “resistência ligeiramente acima da esperada”, já era aguardado que o ritmo da alta de juros permanecesse.

A alta de 0,92% do IPCA em dezembro ficou acima das expectativas, mas a aceleração dos aumentos a partir do segundo semestre do ano passado já estava embutida em muitas projeções. Sem a repressão dos preços administrados, como energia elétrica, transporte urbano e gasolina, por exemplo, a taxa anual teria rompido o teto de 6,5% de tolerância. Em 2014 o grau de liberdade será menor para os preços administrados, acrescido do impacto da desvalorização do Real que ainda se refletirá sobre os preços. Além disso, a inflação dos serviços continua rodando bem acima do teto da meta. Com a persistência da política fiscal expansionista por parte do governo, a alta dos juros não vai parar por aqui.

Ed.346

Comentários

comentários

Posts relacionados

Boa Vista SCPC reúne especialistas para debater avanços e benefícios econômicos do Cadastro Positivo

A Boa Vista SCPC recebeu autoridades como Oscar Madeddu, do Banco Mundial, João André Pereira, do Banco Central do Brasil e César Calomino, da Equifax do Uruguai, para falar sobre o Cadastro Positivo e os seus impactos econômicos e sociais, inclusive em países em desenvolvimento onde já é uma realidade. Estes convidados também salientaram a…

Recuperação de crédito cai 2,3% no acumulado 12 meses

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista SCPC – apontou queda de 2,3% na variação acumulada em 12 meses (setembro de 2016 até agosto de 2017). A variação mensal com dados dessazonalizados apresentou aumento de 4,5% contra o mês…

Relatório de Crédito – jul/17

O Banco Central do Brasil (BCB) divulgou os dados de crédito referente a julho. A expansão das operações de crédito, até o momento, continua em ritmo moderado. O crescimento do saldo veio levemente abaixo do esperado, com redução na variação anual (caiu 1,6% em junho/17 contra diminuição de 1,7% em jul/17), atingindo R$ 3,1 trilhões,…