Déficit externo recorde chega a 4,3% do PIB

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

O déficit em conta corrente acumulado em 12 meses até março chegou a US$ 67 bilhões, ou 2,93% do PIB, porém em um processo de aceleração que eleva a conta corrente negativa a 4,3% do PIB do primeiro trimestre acumulado de 2013. O déficit com turismo cresceu 27,5% comparado a março de 2012. A remessa de lucros e dividendos aumentou 30% em relação ao primeiro trimestre do ano passado. O maior responsável pela deterioração cambial foi o déficit comercial de US$ 5,1 bilhões até março, ante um superávit de US$ 2,4 bilhões no mesmo período de 2012.

Embora haja um conforto cambial, pelo alto nível das nossas reservas internacionais, o resultado deste primeiro trimestre aumenta o risco de rápida deterioração das contas externas e deve ser acompanhado com atenção. A forte alta do déficit no primeiro trimestre compromete a estimativa do Banco Central de US$ 67 bilhões para o ano. A RC Consultores projeta um déficit de US$ 74 bilhões, ou 3,1% do PIB.

Ed.172

Comentários

comentários