Desaceleração sincronizada da indústria mundial gera revisão de cronogramas no Brasil

Paulo Rabello de Castro, da RC Consultores

Notícias de adiamentos de inversões no parque siderúrgico brasileiro e adiamento de novos projetos no setor minero-metalúrgico (especialmente minério de ferro e cobre) espelham as projeções de redução da demanda externa e dos preços nesta ampla cadeia produtiva que inclui empresas do porte da Vale e Gerdau. As empresas nacionais não apenas acompanham a redução do ritmo da indústria mundial, com ênfase em China e Índia, mas as recentes postergações também refletem, em alguns casos, a certeza de que a demanda interna, no próximo ano, continuará comprometida pela recessão de crescimento na economia brasileira. O próximo anúncio de novo “pacote de boas intenções” pelo governo Dilma dificilmente comoverá o investidor industrial ressabiado pelo tamanho da crise externa.

O carro-chefe dos adiamentos vem da própria Petrobras, que ainda lidera nosso esforço investidor, porém com seu caixa livre no nível mais baixo dos últimos anos. A Petrobras está em boa companhia. Boa parte do setor industrial brasileiro perde sua capacidade de investir ao entregá-la ao governo sob a forma de tributos cobrados na fase de produção e apenas parcialmente empurrados aos elos seguintes da cadeia produtiva e de consumo.  Indústria e assalariados da classe média são os que primeiro pagam a conta da escalada tributária. Os níveis de utilização de capacidade instalada na indústria continuam resvalando frente ao ano passado. Não é uma queda dramática, mas persistente em seus efeitos. Indica geração de caixa fraca na maioria dos segmentos e, por consequência, a postergação de investimentos.

Ed.06

Comentários

comentários

Posts relacionados

Para 46% dos consumidores, o Cadastro Positivo tem como principal benefício auxiliar na obtenção de crédito e contratação de financiamentos

Em pesquisa inédita com consumidores de todo o Brasil, a Boa Vista SCPC identificou que para 46% dos entrevistados, o Cadastro Positivo tem como principal objetivo auxiliar na obtenção de crédito e na contratação de financiamentos. Outros 26% acreditam que o banco de dados com informações positivas sobre consumidores classifica de forma mais assertiva e…

Movimento do Comércio sobe 2,2% em agosto

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 2,2% em agosto quando comparado a julho na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (setembro de 2016…

Boa Vista SCPC reúne especialistas para debater avanços e benefícios econômicos do Cadastro Positivo

A Boa Vista SCPC recebeu autoridades como Oscar Madeddu, do Banco Mundial, João André Pereira, do Banco Central do Brasil e César Calomino, da Equifax do Uruguai, para falar sobre o Cadastro Positivo e os seus impactos econômicos e sociais, inclusive em países em desenvolvimento onde já é uma realidade. Estes convidados também salientaram a…