Desaceleração no varejo dificultará a economia em 2014

Por Marcel Caparoz, da RC Consultores

O IBGE divulgou hoje os dados do volume de vendas no varejo, que teve em dezembro de 2013 sua primeira queda mensal após 9 meses seguidos de alta, com variação negativa de 0,2% em relação a novembro. Com este resultado, o varejo encerrou o ano de 2013 com uma alta de 4,3%, o menor crescimento anual desde 2003, quando houve forte queda de 3,7% do volume de vendas. Dos 10 setores cobertos pela pesquisa, 6 apresentaram queda no mês de dezembro.

A perda de dinamismo do varejo tem gerado preocupações para o governo, assim como para todo o mercado. O setor apresenta grande importância para o desenvolvimento da economia, sendo um dos que mais empregam no Brasil. Em 2013, o comércio representou 27% de todas as vagas formais de emprego criadas no país, ficando atrás apenas do setor de serviços, com 49%. A queda da confiança das famílias, o aumento dos juros na economia, a redução do ritmo de crescimento da renda real média do trabalhador, entre outros fatores, tendem a dificultar ainda mais a recuperação do comércio. A substituição para um modelo de crescimento voltado para o auto investimento será fundamental para que o Brasil consiga recuperar sua competitividade e, consequentemente, seu potencial de crescimento

Ed.364

Comentários

comentários