Deterioração no mercado de trabalho se refletirá nas urnas

Por Marcel Caparoz, da RC Consultores

Na última quinta-feira o IBGE divulgou a taxa de desemprego de 5,6% em julho, acima da registrada no mesmo mês de 2012 (5,4%). É um resultado ainda positivo para o mercado de trabalho, porém que reflete apenas uma situação do passado recente da economia, e que parece não ser mais a nossa realidade. Segundo dados do CAGED, a geração líquida de postos de trabalho em julho foi de apenas 41,4 mil, o pior resultado para o mês desde 2003. Até agora, no ano de 2013 foram criadas 699 mil vagas. Em 2010, neste mesmo período, já eram 1.655 mil vagas.

Este menor dinamismo do mercado de trabalho tem impactado diretamente o resultado do comércio, que após anos de forte crescimento do volume de vendas (+8,4% em 2012), já enfrenta a realidade de taxas mais modestas de crescimento, devendo encerrar o ano com alta de apenas 3,4%. O endividamento das famílias tem se mantido em nível elevado, assim como a inadimplência e o custo do crédito à pessoa física. Esta situação acaba influenciando não apenas os índices de confiança do consumidor, mas também os índices de aprovação do governo, que segundo a última pesquisa divulgada pelo IBOPE é de apenas 38%. A nova classe C é a que mais sofrerá com a deterioração do mercado de trabalho, da mesma forma que será também a que mais influenciará nas eleições de 2014.

Ed.256

Comentários

comentários

Posts relacionados

Boa Vista SCPC: Demanda por Crédito do Consumidor sobe 1,4% em janeiro

Contudo, na avaliação dos valores acumulados em 12 meses houve queda de 9,2% A Demanda por Crédito do Consumidor, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), aumentou 1,4% em janeiro, na avaliação dessazonalizada contra dezembro. Porém, na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (fevereiro de 2016…

Boa Vista SCPC: recuperação de crédito sobe 3,0% em janeiro

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base do crédito– apontou elevação de 3,0% na análise mensal contra dezembro, descontados os efeitos sazonais. Já na variação acumulada em 12 meses apresentou alta de 2,7%, enquanto na análise interanual (mesmo mês de 2016) houve…

81% dos consumidores esperam que em 2017 a relação entre recebimento e gastos melhore, segundo Boa Vista SCPC

A maioria dos entrevistados (81%) na Pesquisa Perfil do Inadimplente, da Boa Vista SCPC, espera que em 2017 a relação entre recebimentos e gastos esteja melhor do que a existente no 4º trimestre de 2016, período no qual o levantamento foi elaborado contendo a participação de consumidores de todo o país. Em dezembro de 2015,…