Dilma promete priorizar a redução de impostos em 2013

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

A presidente Dilma afirmou ontem ser prioritária a redução de impostos: “no próximo ano, essa vai ser uma das minhas maiores lutas, a redução de impostos”, disse a Presidente na entrega do prêmio Finep de inovação. No discurso, Dilma afirmou que o conjunto de medidas anunciadas nos últimos meses, visando “desatar nós”, inclusive com redução de impostos, vai levar o Brasil a um crescimento “sistemático e sustentável”. 

De fato, ainda que muitos nós precisem ser desatados na área de infraestrutura, o Brasil só conseguirá aumentar a competitividade quando o TEGE for eliminado. TEGE é Tributo Excessivo, Gasto Estéril. A tributação excessiva na mão de obra, na energia, nos bens de capital e nos insumos faz explodir o custo, produzindo-se menos e mais caro. Parece que a Presidente está consciente do problema. Falta executar.

Ed.94

Comentários

comentários

Posts relacionados

Fazer parte do Cadastro Positivo passa a ser fundamental para o consumidor, afirma Boa Vista SCPC

Se por um lado a aprovação da Medida Provisória que tornará automática a adesão dos consumidores brasileiros ao banco de dados de bons pagadores, em virtude da alteração na Lei 12.414/2011 está, por tempo indeterminado, pendente em Brasília, por outro, passa a ser cada vez mais contundente a responsabilidade de o consumidor conhecer e entender…

Percentual de cheques devolvidos atinge 2,11% em maio, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 2,11% em maio, registrando uma diminuição em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando alcançou 2,33%. Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve aumento (em abril o nível foi de…

Movimento do Comércio sobe 2,7% em maio, diz Boa Vista SCPC

Informações do varejo apuradas pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) apontam que o Movimento do Comércio subiu 2,7% em maio, considerando os dados mensais com ajuste sazonal. Na avaliação acumulada em 12 meses (junho de 2016 até maio de 2017 frente ao mesmo período do ano anterior) houve queda de 3,0%…