Dilma promete priorizar a redução de impostos em 2013

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

A presidente Dilma afirmou ontem ser prioritária a redução de impostos: “no próximo ano, essa vai ser uma das minhas maiores lutas, a redução de impostos”, disse a Presidente na entrega do prêmio Finep de inovação. No discurso, Dilma afirmou que o conjunto de medidas anunciadas nos últimos meses, visando “desatar nós”, inclusive com redução de impostos, vai levar o Brasil a um crescimento “sistemático e sustentável”. 

De fato, ainda que muitos nós precisem ser desatados na área de infraestrutura, o Brasil só conseguirá aumentar a competitividade quando o TEGE for eliminado. TEGE é Tributo Excessivo, Gasto Estéril. A tributação excessiva na mão de obra, na energia, nos bens de capital e nos insumos faz explodir o custo, produzindo-se menos e mais caro. Parece que a Presidente está consciente do problema. Falta executar.

Ed.94

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,5% em julho

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,5% em julho quando comparado a junho na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (agosto de 2016…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,90% em julho

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos), como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 1,90% em julho, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,31 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve alta frente ao mês anterior (em junho o…

PNAD: Rendimentos apresentam leve melhora no 2T17

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), os rendimentos reais dos trabalhadores apresentaram melhora em todas as regiões quando avaliadas os valores acumulados em 4 trimestres. A Região Nordeste registrou a primeira marcação positiva (1,6%), ao lado da região Sudeste (0,1%) e Centro Oeste (0,8%). Em relação ao mesmo período…