Dilma trabalha nas férias e liga sinal amarelo na energia

Por Paulo Rabello de Castro, da RC Consultores

Contrariando as regras de boa gestão (“trabalhar quando é trabalho e descansar quando é descanso”) a presidente Dilma convocou assessores para despachar na praia e marcou reunião de emergência para revisão da situação do suprimento energético. Eliane Cantanhêde, da FOLHA, noticia que, da reunião da próxima 4ª feira, participarão as várias siglas envolvidas na questão – ANEEL, ANP, CCEE, EPE e o ONS  – todas integrantes de uma outra sigla, o CMSE, Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico que, por sua vez, responde a outra sigla, o CNPE, Conselho Nacional de Política Energética. A pergunta que não quer calar é porque só agora, em pleno 2013, todas essas siglas se reúnem, quando deveria ser rotina acompanhar números que só pioram desde o inverno de 2012.

Dados obtidos hoje do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) para o reservatório de Itumbiara revelam a intensidade da escassez hídrica. Em outubro de 2012 o reservatório já estava quase na mesma situação vivida durante o apagão de 2001, de amarga memória, pois condicionou o fracasso produtivo do segundo mandato de FHC, ao interromper a recuperação que vinha de 1999-2000. Possivelmente, a este apagão se deve, indiretamente, a sorte das eleições, em 2002, que elegeram Lula, e não Serra. O quadro que se avizinha em 2013 pode carregar algumas semelhanças. E atrapalhar o ritmo já prejudicado da produção nacional este ano. Sinal de mercado: o preço da energia livremente negociada já atingiu um patamar de crise.

Ed.99

 

Comentários

comentários

Posts relacionados

Fazer parte do Cadastro Positivo passa a ser fundamental para o consumidor, afirma Boa Vista SCPC

Se por um lado a aprovação da Medida Provisória que tornará automática a adesão dos consumidores brasileiros ao banco de dados de bons pagadores, em virtude da alteração na Lei 12.414/2011 está, por tempo indeterminado, pendente em Brasília, por outro, passa a ser cada vez mais contundente a responsabilidade de o consumidor conhecer e entender…

Percentual de cheques devolvidos atinge 2,11% em maio, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 2,11% em maio, registrando uma diminuição em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando alcançou 2,33%. Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve aumento (em abril o nível foi de…

Movimento do Comércio sobe 2,7% em maio, diz Boa Vista SCPC

Informações do varejo apuradas pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) apontam que o Movimento do Comércio subiu 2,7% em maio, considerando os dados mensais com ajuste sazonal. Na avaliação acumulada em 12 meses (junho de 2016 até maio de 2017 frente ao mesmo período do ano anterior) houve queda de 3,0%…