Dilma trabalha nas férias e liga sinal amarelo na energia

Por Paulo Rabello de Castro, da RC Consultores

Contrariando as regras de boa gestão (“trabalhar quando é trabalho e descansar quando é descanso”) a presidente Dilma convocou assessores para despachar na praia e marcou reunião de emergência para revisão da situação do suprimento energético. Eliane Cantanhêde, da FOLHA, noticia que, da reunião da próxima 4ª feira, participarão as várias siglas envolvidas na questão – ANEEL, ANP, CCEE, EPE e o ONS  – todas integrantes de uma outra sigla, o CMSE, Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico que, por sua vez, responde a outra sigla, o CNPE, Conselho Nacional de Política Energética. A pergunta que não quer calar é porque só agora, em pleno 2013, todas essas siglas se reúnem, quando deveria ser rotina acompanhar números que só pioram desde o inverno de 2012.

Dados obtidos hoje do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) para o reservatório de Itumbiara revelam a intensidade da escassez hídrica. Em outubro de 2012 o reservatório já estava quase na mesma situação vivida durante o apagão de 2001, de amarga memória, pois condicionou o fracasso produtivo do segundo mandato de FHC, ao interromper a recuperação que vinha de 1999-2000. Possivelmente, a este apagão se deve, indiretamente, a sorte das eleições, em 2002, que elegeram Lula, e não Serra. O quadro que se avizinha em 2013 pode carregar algumas semelhanças. E atrapalhar o ritmo já prejudicado da produção nacional este ano. Sinal de mercado: o preço da energia livremente negociada já atingiu um patamar de crise.

Ed.99

 

Comentários

comentários

Posts relacionados

Inadimplência das empresas inicia 2017 com queda de 0,3%, diz a Boa Vista SCPC

A inadimplência das empresas em todo o país caiu 0,3% no 1º trimestre de 2017 quando comparada ao mesmo trimestre do ano anterior, de acordo com dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Depois de três anos consecutivos de alta do indicador na comparação interanual (1º tri de 2017 contra o…

Boa Vista SCPC: inadimplência do consumidor paulistano caiu 4,3% no 1º trimestre

A inadimplência do consumidor na cidade de São Paulo teve queda de 4,3% no acumulado do ano (1º trimestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados da Boa Vista SCPC. Na comparação interanual (março-17 contra março-16), a inadimplência retraiu 8,4%. Contra o mês anterior (março-17 contra fevereiro-17) houve…

Demanda por Crédito do Consumidor cai 4,0% no 1º trimestre, segundo Boa Vista SCPC

Dados nacionais da Boa Vista SCPC apontam que a Demanda por Crédito do Consumidor caiu 4,0% no 1º trimestre de 2017 na comparação com o mesmo período do ano anterior. Já na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (abril de 2016 até março de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração de 9,3%,…