Economia japonesa recua 3,5% em Setembro

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores 

O Produto Interno Bruto japonês contraiu-se 3,5% entre julho e setembro em relação ao mesmo período de 2011, o que representa a primeira queda em três trimestres e a maior desde março do ano passado. Em relação ao trimestre anterior, o PIB japonês registou uma queda de 0,9 %, segundo dados oficiais.

A economia nipônica teve um crescimento relativamente vigoroso no primeiro semestre, com a produção industrial estimulada pela reconstrução das áreas devastadas pelo terremoto seguido da tsunami de março de 2011, mas a queda da demanda da China e a persistência da crise na Europa afetaram a economia no segundo semestre. As perspectivas para os próximos trimestres não são animadoras em função da disputa territorial do Japão com a China, o que tem provocado boicotes não oficiais a produtos japoneses. Além disso, um impasse com os partidos de oposição para aprovar medidas para a emissão de bônus para financiar o enorme déficit fiscal, pode levar o Japão a enfrentar um abismo fiscal.

Outras economias asiáticas voltadas à exportação, como Coreia do Sul, Cingapura e Taiwan,  também estão sofrendo com a demanda fraca da China e da Europa. Mais uma região que não deve contribuir para uma melhora do cenário em 2013.

Ed.69

Comentários

comentários