EUA precisam elevar limite da dívida em outubro

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

O Secretário do Tesouro dos EUA, Jack Lew, alertou o Congresso americano de que pode faltar dinheiro para os EUA pagarem suas contas em outubro, sugerindo aos congressistas agirem rápido “antes de qualquer risco de calote tornar-se eminente”. O governo de Obama tem encostado no limite da dívida desde maio, mas tem tomado medidas emergenciais, como suspender investimentos em fundos de pensão para funcionários, para evitar declarar inadimplência sobre quaisquer obrigações.

Mais um ruído nos já estressados mercados parece estar próximo. Muito provavelmente os republicanos usarão a necessidade da elevação do teto da dívida para promover sua agenda no Congresso. Os EUA continuam com o problema de ajuste fiscal não encaminhado de forma sustentável. Os trilhões de dólares de déficits dos últimos anos, com perspectiva de crescimento, traz como consequência uma dívida Federal americana com trajetória insustentável. Além disso, outro tema que ainda não está no radar dos mercados, é com o futuro do serviço dessa enorme dívida de quase US$ 17 trilhões. Hoje o custo de rolar a dívida é suportável porque os juros são próximos de 2% ao ano, na média das várias maturidades. O mercado financeiro pode desconfiar que o risco de comprar títulos da dívida americana pode ser maior do que algumas agências de risco americanas apregoam.

Ed.257

Comentários

comentários

Posts relacionados

Fazer parte do Cadastro Positivo passa a ser fundamental para o consumidor, afirma Boa Vista SCPC

Se por um lado a aprovação da Medida Provisória que tornará automática a adesão dos consumidores brasileiros ao banco de dados de bons pagadores, em virtude da alteração na Lei 12.414/2011 está, por tempo indeterminado, pendente em Brasília, por outro, passa a ser cada vez mais contundente a responsabilidade de o consumidor conhecer e entender…

Percentual de cheques devolvidos atinge 2,11% em maio, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 2,11% em maio, registrando uma diminuição em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando alcançou 2,33%. Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve aumento (em abril o nível foi de…

Movimento do Comércio sobe 2,7% em maio, diz Boa Vista SCPC

Informações do varejo apuradas pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) apontam que o Movimento do Comércio subiu 2,7% em maio, considerando os dados mensais com ajuste sazonal. Na avaliação acumulada em 12 meses (junho de 2016 até maio de 2017 frente ao mesmo período do ano anterior) houve queda de 3,0%…