Forte queda da bolsa de Tóquio confirma a alta volatilidade dos mercados

Por José Valter Martins de Almeida,  da RC Consultores

O índice de atividade do setor manufatureiro da China, medido pelo HSBC, recuou para 49,6 pontos, ante 50,4 pontos em abril. O nível abaixo de 50 pontos indica contração de expansão da atividade. Também ontem, Bernanke admitiu que o Federal Reserve dos EUA poderá abrandar o ritmo de compras de ativos como forma de apoiar a economia.  A combinação dessas duas notícias foi a justificativa para a bolsa de Tóquio recuar 7,3%. Foi a mais forte correção desde março de 2011, quando o Japão sofreu um terremoto e um tsunami.

A queda de 7,3% da bolsa de Tóquio indica a alta volatilidade dos mercados. Como a RC Consultores tem alertado, ela deve permanecer alta. Os mercados continuam muito líquidos, com poucas alternativas onde aplicar. A frágil retomada da economia mundial está baseada em injeções maciças de dinheiro pelos Bancos Centrais.

Ed.191

Comentários

comentários

Posts relacionados

Boa Vista SCPC: Demanda por Crédito do Consumidor sobe 4,6% em maio

A demanda por crédito do consumidor subiu 4,6% em maio frente a abril, com o ajuste sazonal, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação dos valores acumulados em 12 meses (junho de 2016 até maio de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve desaceleração da…

Fazer parte do Cadastro Positivo passa a ser fundamental para o consumidor, afirma Boa Vista SCPC

Se por um lado a aprovação da Medida Provisória que tornará automática a adesão dos consumidores brasileiros ao banco de dados de bons pagadores, em virtude da alteração na Lei 12.414/2011 está, por tempo indeterminado, pendente em Brasília, por outro, passa a ser cada vez mais contundente a responsabilidade de o consumidor conhecer e entender…

Percentual de cheques devolvidos atinge 2,11% em maio, segundo Boa Vista SCPC

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 2,11% em maio, registrando uma diminuição em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando alcançou 2,33%. Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve aumento (em abril o nível foi de…