Governo admite PIB de apenas 1,5% e cai EBITDA das empresas cotadas em Bolsa

Por Paulo Rabello de Castro, da RC Consultores

A resistência otimista do Ministério da Fazenda acerca do desempenho da produção de 2012 cede espaço ao realismo. No governo já se trabalha com projeção de PIB 2012 em apenas 1,5%, que coincide com a estimativa divulgada aqui pela RC Consultores. O recuo de ritmo é particularmente forte na indústria, que enfrenta uma compressão de margem entre custos salariais crescentes e incapacidade de repassar tais custos para frente. No segmento de bens intermediários, o aperto de margem é muito grande: levantamento do jornal VALOR sobre os resultados de EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortizações) relativos ao 2º trimestre deste ano sobre igual período do ano anterior revela quedas em resultados de empresas negociadas em Bolsa, especialmente nos ramos de siderurgia, mineração, petroquímica e agronegócio.   Os ramos de telecom, bens de capital e serviços financeiros também tiveram resultados fracos, embora positivos.

Em 2012 a economia brasileira não responderá aos estímulos oficiais com a mesma vivacidade de 2009. A pressão de custos e o fim do superciclo de commodities impõem uma nova situação hoje. A indústria de transformação, com queda alarmante de 4,3% neste 2º trimestre sobre o do ano anterior, é quem melhor expressa esse aperto geral nos segmentos produtivos. Em doze meses até junho, a queda é de 2,47%.

Ed.16

Comentários

comentários

Posts relacionados

47% dos consumidores inadimplentes estão muito endividados, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

O nível de endividamento elevado (muito endividado) atinge 47% dos consumidores inadimplentes, ou seja, que estão com o “nome sujo”, de acordo com a pesquisa nacional Perfil do Consumidor Inadimplente, realizada pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com cerca de 1.500 respondentes. Em seguida, 26% se dizem mais ou menos endividados,…

Boa Vista SCPC: recuperação de crédito cai 1,1% no semestre

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes da base da Boa Vista SCPC – apontou queda de 1,1% no 1º semestre do ano quando comparado ao mesmo período do ano anterior. Na variação acumulada em 12 meses (julho de 2016 até junho de 2017)…

Inadimplência do consumidor cai 0,8% no 1º semestre, diz Boa Vista SCPC

A inadimplência do consumidor caiu 0,8% no 1º semestre de 2017, na comparação com o 1º semestre de 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (julho de 2016 até junho de 2017 frente aos 12 meses antecedentes) houve retração de 3,1%. Na avaliação mensal dessazonalizada, a…