Governo reduz TJLP e prorroga PSI para estimular investimento

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

O governo prorrogou o Programa de Sustentação do Investimento (PSI) até 2013, que contará com até R$ 100 bilhões e taxas de juros variando de 3% a 8% ao ano. Também reduziu a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) de 5,5% para 5% ao ano a partir de janeiro.  Para o Ministro Mantega, com essa medida o governo espera elevar em 8% os investimentos, após cinco trimestres de queda. Essa expansão ajudaria o Brasil a crescer 4% em 2013, segundo o Ministro.

É provável que em 2013 a economia brasileira não responda a esses estímulos oficiais com a mesma vivacidade de 2009. A pressão de custos impõe uma nova situação hoje. A indústria de transformação, com queda importante sobre o ano passado, é quem melhor expressa esse aperto geral nos segmentos produtivos.

Ed.84

 

Comentários

comentários

Posts relacionados

Número de novas empresas aumentou 6,6% no 1º trimestre de 2017, segundo Boa Vista SCPC

No 1º trimestre de 2017 o número de novas empresas cresceu 6,6% em relação ao mesmo período de 2016 (análise interanual), segundo levantamento da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Em relação ao 4º trimestre de 2016 houve aumento de 29,2%. Forma jurídica Na análise por classificação de forma…

Inadimplência das empresas inicia 2017 com queda de 0,3%, diz a Boa Vista SCPC

A inadimplência das empresas em todo o país caiu 0,3% no 1º trimestre de 2017 quando comparada ao mesmo trimestre do ano anterior, de acordo com dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Depois de três anos consecutivos de alta do indicador na comparação interanual (1º tri de 2017 contra o…

Boa Vista SCPC: inadimplência do consumidor paulistano caiu 4,3% no 1º trimestre

A inadimplência do consumidor na cidade de São Paulo teve queda de 4,3% no acumulado do ano (1º trimestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados da Boa Vista SCPC. Na comparação interanual (março-17 contra março-16), a inadimplência retraiu 8,4%. Contra o mês anterior (março-17 contra fevereiro-17) houve…