Impasses fiscais derrubam perspectivas de melhora na Europa

Por Paulo Rabello de Castro, da RC Consultores

Os mercados asiáticos e europeus abriram a semana em baixa. A leitura dos indicadores recentes na China confirmam desaceleração bastante generalizada, além de incertezas quanto ao novo quadro de dirigentes chineses  que substituirá a geração de Hu Jintao e Wen Giabao. Na Europa, é certo que a Grécia pedirá mais tempo e novas condições para tentar cumprir o ajuste programado. Em Portugal, milhares protestam contra a pretendida alta na taxa previdenciária descontada do salário dos trabalhadores, hoje de 11%, que subiria para 18%, a fim de viabilizar redução na contribuição previdenciária das empresas, de 23,5% para 18%. São taxas muito elevadas, só comparáveis às brasileiras.

É inescapável que a escalada tributária na Europa, que agora também alcança Espanha, França e Inglaterra, venha a produzir estagnação em 2013, ano em que o ajuste fiscal  ganhará contornos recessivos. Por isso, os investidores que aproveitaram a recente alta nas bolsas preferem aguardar o novo ano fora das pistas especulativas.

Ed.35

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 1,5% em setembro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em setembro quando comparado a agosto na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (outubro de 2016 até setembro de 2017 frente ao…

IBC-BR recua 0,38% em agosto e 1,0% no acumulado 12 meses

18 de outubro 2017 – Segundo o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) recuou 0,38% na comparação mensal contra o mês de julho (dados dessazonalizados). Considerando a variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda segue diminuindo: a leitura de agosto apresentou um recuo de 1,0% (após registrar queda de 1,4%…

Volume de serviços recua 1,0% em agosto e 4,5% no acumulado 12 meses

Segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE, o volume de serviços apresentou queda de 1,0% em agosto contra o mês anterior (dados dessazonalizados). A categoria de serviços prestados às famílias foi a única a apresentar queda (-4,8%), bastante atípica para o mês considerando o histórico da série. Os demais grupos apresentaram crescimento: Serviços…