Indicadores recentes apontam menos produção e mais inflação

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores

O IPCA-15 acelerou o ritmo em setembro ao registrar uma alta de 0,48%. Em agosto a alta foi de 0,39%. A alta dos preços agrícolas vem pesando nos índices nos últimos meses.  Em setembro o grupo Alimentos e Bebidas subiu 1,08%.

Embora os índices de inflação tendam a ficar um pouco mais pressionados nestes dois próximos meses, o IPCA deve fechar o ano em 5,3%. A atividade mais fraca, como inclusive mostra a arrecadação de tributos federais sobre o lucro das empresas, que caiu neste ano a níveis semelhantes aos de 2009, pode estimular o BACEN a fazer mais um corte nos juros, apesar dessa aceleração da inflação.

Ed.33

Comentários

comentários