Inflação longe do centro da meta

Por Thiago Custodio Biscuola, da RC Consultores

O IPCA de dezembro avançou 0,92%, segundo dados divulgados pelo IBGE. O resultado é a maior alta mensal desde abril de 2003. Com o resultado a inflação em 2013 ficou em 5,91%, acima do observado no ano anterior (+ 5,84%). Desde 2009, ano da crise financeira global, a variação do índice se sustenta acima do centro da meta, que é de 4,5%. Neste ano destacou-se a elevada inflação dos preços livres (+ 7,30%), enquanto os monitorados, apesar da forte alta em dezembro, registraram elevação de apenas 1,52%.

Questões estruturais continuam dificultando o arrefecimento da pressão sobre os preços. O mercado de trabalho ainda aquecido contribuiu para que a inflação de serviços alcançasse 8,74% no ano passado. Dentre os itens livres, alimentos e bebidas, apesar da queda ao longo do segundo semestre, continuaram pressionando o índice, encerrando o ano com alta de 8,48%. Demais bens, principalmente os importados, tiveram um impulso extra com a desvalorização do Real no segundo semestre. Os preços monitorados, por sua vez, tiveram papel preponderante para que a inflação não atingisse o teto da meta, principalmente influenciados pela revogação do aumento das tarifas de ônibus e o represamento do preço dos combustíveis até o final do ano. Para 2014, a perspectiva de um afrouxamento da política fiscal com advento das eleições, um Real mais fraco e a necessidade de diminuir a contenção dos preços monitorados fará com que a inflação, novamente, permaneça com ameaça de romper o teto da meta.

Ed.343

Comentários

comentários

Posts relacionados

Número de novas empresas aumentou 6,6% no 1º trimestre de 2017, segundo Boa Vista SCPC

No 1º trimestre de 2017 o número de novas empresas cresceu 6,6% em relação ao mesmo período de 2016 (análise interanual), segundo levantamento da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Em relação ao 4º trimestre de 2016 houve aumento de 29,2%. Forma jurídica Na análise por classificação de forma…

Inadimplência das empresas inicia 2017 com queda de 0,3%, diz a Boa Vista SCPC

A inadimplência das empresas em todo o país caiu 0,3% no 1º trimestre de 2017 quando comparada ao mesmo trimestre do ano anterior, de acordo com dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Depois de três anos consecutivos de alta do indicador na comparação interanual (1º tri de 2017 contra o…

Boa Vista SCPC: inadimplência do consumidor paulistano caiu 4,3% no 1º trimestre

A inadimplência do consumidor na cidade de São Paulo teve queda de 4,3% no acumulado do ano (1º trimestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados da Boa Vista SCPC. Na comparação interanual (março-17 contra março-16), a inadimplência retraiu 8,4%. Contra o mês anterior (março-17 contra fevereiro-17) houve…