Inflação sobe e crescimento desacelera na China

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores 

Dados oficiais divulgados sobre a economia da China indicam um aumento da inflação e uma diminuição da produção industrial e nas vendas de varejo no primeiro bimestre. O índice de preços ao consumidor subiu 3,2% em fevereiro comparado com fevereiro de 2012, em ritmo mais acelerado do que os 2% registrados em janeiro. A produção industrial cresceu mais lentamente, com aumento de 9,9% em fevereiro sobre o mesmo período de 2012, após um avanço de 10,3% em dezembro. As vendas no varejo cresceram 12,3% no primeiro bimestre, sobre o mesmo bimestre do ano anterior. Em dezembro o resultado foi de 15,2%.

Os problemas econômicos da China são extraordinários. O governo chinês está enfrentando o dilema de lidar com um crescimento mais lento, em torno dos 7%, e com um aumento da inflação, que este ano deve chegar a 4%. Estima-se que 30% dos imóveis construídos recentemente estejam vazios. Ainda assim, no primeiro bimestre deste ano os preços dos imóveis permanecem com forte alta: 77,6% acima dos níveis do início do ano passado. Claramente um sinal de bolha imobiliária.

Ed.140

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,5% em julho

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,5% em julho quando comparado a junho na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (agosto de 2016…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,90% em julho

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos), como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 1,90% em julho, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,31 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve alta frente ao mês anterior (em junho o…

PNAD: Rendimentos apresentam leve melhora no 2T17

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), os rendimentos reais dos trabalhadores apresentaram melhora em todas as regiões quando avaliadas os valores acumulados em 4 trimestres. A Região Nordeste registrou a primeira marcação positiva (1,6%), ao lado da região Sudeste (0,1%) e Centro Oeste (0,8%). Em relação ao mesmo período…