Inflação sobe e crescimento desacelera na China

Por José Valter Martins de Almeida, da RC Consultores 

Dados oficiais divulgados sobre a economia da China indicam um aumento da inflação e uma diminuição da produção industrial e nas vendas de varejo no primeiro bimestre. O índice de preços ao consumidor subiu 3,2% em fevereiro comparado com fevereiro de 2012, em ritmo mais acelerado do que os 2% registrados em janeiro. A produção industrial cresceu mais lentamente, com aumento de 9,9% em fevereiro sobre o mesmo período de 2012, após um avanço de 10,3% em dezembro. As vendas no varejo cresceram 12,3% no primeiro bimestre, sobre o mesmo bimestre do ano anterior. Em dezembro o resultado foi de 15,2%.

Os problemas econômicos da China são extraordinários. O governo chinês está enfrentando o dilema de lidar com um crescimento mais lento, em torno dos 7%, e com um aumento da inflação, que este ano deve chegar a 4%. Estima-se que 30% dos imóveis construídos recentemente estejam vazios. Ainda assim, no primeiro bimestre deste ano os preços dos imóveis permanecem com forte alta: 77,6% acima dos níveis do início do ano passado. Claramente um sinal de bolha imobiliária.

Ed.140

Comentários

comentários