Juros futuros aumentam com resultado do IPCA

Por Marcel Augusto Caparoz, da RC Consultores

O IPCA de junho divulgado hoje pelo IBGE registrou alta de 0,26%, abaixo da expectativa do mercado de 0,33%, confirmando a tendência de redução do forte ritmo inflacionário observado nos últimos meses. Este é o menor resultado desde junho de 2012, quando a variação foi de 0,08%. Neste mesmo mês em 2012, foi contabilizada uma variação acumulada em 12 meses de 4,92%. Um ano depois, esta variação já alcança o patamar de 6,70%.

Um dos grandes responsáveis pela redução do ritmo da inflação foram os alimentos, que em junho teve alta de apenas 0,04%, patamar muito abaixo do registrado nos últimos meses. No entanto, a queda dos preços dos alimentos no atacado já está perdendo ritmo, sendo observável alta de preços em determinados produtos, como leite, batata e carnes. O índice RC de preços agrícolas em R$ registra alta de 2,2% na primeira semana de julho. O mercado reagiu ao resultado de hoje do IPCA com uma forte alta nos contratos de juros futuros com vencimento em janeiro de 2017 (+ 0,19 pontos). Esta abertura nas taxas demonstra que o mercado não vê um arrefecimento da inflação tão cedo.

Ed.221

Comentários

comentários

Posts relacionados

Movimento do Comércio sobe 0,5% em julho

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,5% em julho quando comparado a junho na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12 meses (agosto de 2016…

Percentual de cheques devolvidos atinge 1,90% em julho

O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos), como proporção do total de cheques movimentados[1] atingiu 1,90% em julho, registrando considerável redução em relação ao mesmo mês do ano anterior (-0,31 p.p.). Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados obteve leve alta frente ao mês anterior (em junho o…

PNAD: Rendimentos apresentam leve melhora no 2T17

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), os rendimentos reais dos trabalhadores apresentaram melhora em todas as regiões quando avaliadas os valores acumulados em 4 trimestres. A Região Nordeste registrou a primeira marcação positiva (1,6%), ao lado da região Sudeste (0,1%) e Centro Oeste (0,8%). Em relação ao mesmo período…