Juros futuros aumentam com resultado do IPCA

Por Marcel Augusto Caparoz, da RC Consultores

O IPCA de junho divulgado hoje pelo IBGE registrou alta de 0,26%, abaixo da expectativa do mercado de 0,33%, confirmando a tendência de redução do forte ritmo inflacionário observado nos últimos meses. Este é o menor resultado desde junho de 2012, quando a variação foi de 0,08%. Neste mesmo mês em 2012, foi contabilizada uma variação acumulada em 12 meses de 4,92%. Um ano depois, esta variação já alcança o patamar de 6,70%.

Um dos grandes responsáveis pela redução do ritmo da inflação foram os alimentos, que em junho teve alta de apenas 0,04%, patamar muito abaixo do registrado nos últimos meses. No entanto, a queda dos preços dos alimentos no atacado já está perdendo ritmo, sendo observável alta de preços em determinados produtos, como leite, batata e carnes. O índice RC de preços agrícolas em R$ registra alta de 2,2% na primeira semana de julho. O mercado reagiu ao resultado de hoje do IPCA com uma forte alta nos contratos de juros futuros com vencimento em janeiro de 2017 (+ 0,19 pontos). Esta abertura nas taxas demonstra que o mercado não vê um arrefecimento da inflação tão cedo.

Ed.221

Comentários

comentários

Posts relacionados

CAGED: Setembro registra sexto saldo positivo consecutivo

Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho, em setembro o saldo de vagas no mercado de trabalho (diferença entre novas contratações e demissões) foi positivo em 34,4 mil postos. Deste modo, a leitura atual contrasta quando comparado ao mesmo período do ano anterior, quando foram encerradas 39,3…

Movimento do Comércio sobe 1,5% em setembro

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 1,5% em setembro quando comparado a agosto na análise com ajuste sazonal, de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC. Na avaliação acumulada em 12 meses (outubro de 2016 até setembro de 2017 frente ao…

IBC-BR recua 0,38% em agosto e 1,0% no acumulado 12 meses

18 de outubro 2017 – Segundo o Banco Central, o indicador antecedente da atividade econômica (IBC-BR[1]) recuou 0,38% na comparação mensal contra o mês de julho (dados dessazonalizados). Considerando a variação acumulada em 12 meses, o ritmo de queda segue diminuindo: a leitura de agosto apresentou um recuo de 1,0% (após registrar queda de 1,4%…