Lucro das empresas sente o golpe

Por Marcel Caparoz, da RC Consultores

O baixo crescimento econômico do país já começa a afetar diretamente as empresas de capital aberto. O lucro do 3º trimestre de 2014 das companhias abertas retraiu cerca de 25% frente ao mesmo período do ano anterior (sem considerar Vale, Eletrobras e Petrobras). Enquanto os custos cresceram em média 11,6% no período, as receitas líquidas subiram menos que isso (9,7%), resultando num crescimento menor do lucro operacional das empresas, que no trimestre avançou apenas 4,4%.

E não foi apenas a menor demanda interna e os elevados impostos que influenciaram o resultado ruim das empresas no trimestre. A elevação dos juros e a forte desvalorização do real frente ao dólar dos últimos meses impactaram diretamente os resultados. Todos os setores foram afetados. Aqueles com maior exposição ao dólar, como as exportadoras de commodities e de manufaturas básicas, por exemplo, sofreram com o aumento da dívida financeira, que é determinada em dólares. Já os setores voltados a obras de infraestrutura e concessões são atingidos pela elevação dos juros e a consequente alta dos custos de financiamento. Quem menos apresentou fraqueza no trimestre foi o setor ligado ao consumo interno, com destaque para aqueles de bens de primeira necessidade, como alimentos, que ainda apresenta resistência frente ao baixo dinamismo econômico. Mas isso não é garantia de um futuro próspero. O poder de compra das famílias está se deteriorando, com menor ritmo de crescimento dos salários e inflação persistentemente alta.

Comentários

comentários

Posts relacionados

Demanda por Crédito do Consumidor cai 0,7% no 1º semestre, segundo Boa Vista SCPC

A Demanda por Crédito do Consumidor caiu 0,7% no 1º semestre de 2017, em comparação ao 1º semestre de 2016, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação interanual, junho apresentou estabilidade nos dados, enquanto nos valores acumulados em 12 meses (julho de 2016 até junho…

Movimento do Comércio cai 3,2% no 1º semestre, diz Boa Vista SCPC

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, caiu 3,2% no acumulado no ano (1º semestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na avaliação acumulada em 12…

47% dos consumidores inadimplentes estão muito endividados, revela pesquisa da Boa Vista SCPC

O nível de endividamento elevado (muito endividado) atinge 47% dos consumidores inadimplentes, ou seja, que estão com o “nome sujo”, de acordo com a pesquisa nacional Perfil do Consumidor Inadimplente, realizada pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com cerca de 1.500 respondentes. Em seguida, 26% se dizem mais ou menos endividados,…