Mais dificuldade para os exportadores brasileiros

Por Fabio Silveira, da RC Consultores

Assim como o Brasil, diversos países da América do Sul ingressaram em processo de desaceleração econômica. Este é o caso, entre outros, de Argentina, Colômbia, Venezuela, Peru e Chile. Os principais motivos são o menor dinamismo do consumo doméstico e o enfraquecimento das exportações (advindo da queda dos preços internacionais das commodities).

De forma semelhante ao observado na economia brasileira, expansão de gastos públicos e desvalorização cambial fazem parte do eixo central de medidas adotadas pelos respectivos governos em passado recente, na tentativa de reverter o ciclo contracionista que toma conta da região. O fraco crescimento econômico da América do Sul é mais um grande obstáculo aos exportadores brasileiros, já às voltas com a recessão européia, a estagnação americana e o abrandamento da expansão chinesa. A América do Sul absorve quase 20% das vendas externas realizadas pelo país.

Ed.14

Comentários

comentários